Sergio Bisogni, presidente da Rede Mário Gatti.
Divulgação/PMC
Sergio Bisogni, presidente da Rede Mário Gatti.

A Rede Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar informou que irá suspender, a partir de 1º de abril e até 31 de maio, férias, licença prêmio, abono assiduidade e compensação de jornadas dos servidores que atuam na rede. 

A decisão, publicada nessa quinta-feira (18), no Diário Oficial, ocorre em função do agravamento da pandemia, com aumento expressivo do número de pacientes que necessitam de atendimento médico-hospitalar.

Você viu?

A medida atingirá cerca de 2,5 mil funcionários concursados que atuam no Hospital Municipal Mário Gatti, Hospital Ouro Verde e UPAs (Unidades de Pronto Atendimento).


A suspensão poderá ser aplicada também, em caso de necessidade, aos servidores contratados emergencialmente por meio de regime administrativo especial.

A mesma decisão já havia sido tomada pela Secretaria de Municipal de Saúde, que suspendeu férias, licença prêmio, abonos em 1º de fevereiro e válida até 31 de março, para poder implementar a campanha de vacinação contra Covid-19 na cidade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários