Idosa resgatada em Campinas tem alta de hospital e é levada para asilo
Reprodução: ACidade ON
Idosa resgatada em Campinas tem alta de hospital e é levada para asilo

Teve alta médica na manhã de hoje (24) a idosa de 91 anos que foi encontrada em situação de abandono no último domingo (21) em Campinas . Ela estava internada no Hospital Ouro Verde desde o dia do resgate, após ser resgatada com sinais de desidratação e maus tratos.

Segundo a Prefeitura, após melhora a senhora foi encaminhada para uma instituição de longa permanência. O filho dela foi preso por abandono de incapaz, mas foi solto após pagamento de fiança.

O CASO

O resgate da idosa aconteceu durante a tarde de domingo, no Jardim das Oliveiras. Segundo a Polícia Militar, a vítima, que estava sozinha e debilitada, apresentava sinais de desidratação, não conseguia se mexer e estava com urina na roupa. 

Na casa, os policiais relataram que sentiam forte cheiro de mofo, e não havia comida nem água, sendo que havia apenas um pão com validade vencida na geladeira. A equipe teve que pular o muro para chegar até o local. 

Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública) a polícia foi acionada após denúncias de vizinhos, que relataram não ver a moradora por diversos dias. 

Você viu?

OS RESPONSÁVEIS  

Segundo a PM, o filho da idosa alegou que pagava uma cuidadora para visitar a mãe diariamente. Em entrevista a EPTV, a mulher disse que tinha avisado ele sobre o estado de saúde da idosa. 

"Ela ficou ruim faz 8 dias, e domingo ai avisei ele (o filho), que ela não estava andando e estava com um lado paralisado, e ele falou que não era nada, que devia ser o reumatismo", disse a cuidadora Neusa Duran, que afirmou ter ido durante à tarde dar comida à idosa. "Eu fico preocupada, mas não é minha mãe, é mãe dele eu não posso fazer nada" complementou. 


Tanto a cuidadora como o filho da idosa foram levados a delegacia para prestar depoimento. O homem foi preso por abandono de incapaz, mas pagou fiança e foi liberado. A cuidadora, que também é idosa, foi ouvida e liberada. 

O caso foi registrado como abandono de incapaz no plantão do 1ºDP (Distrito Policial) de Campinas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários