UTI-Covid: taxa de ocupação volta a crescer em Campinas
Reprodução: ACidade ON
UTI-Covid: taxa de ocupação volta a crescer em Campinas

A taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) exclusivos para pacientes com Covid-19 nas redes pública e particular, em Campinas, voltou a ter um leve crescimento nesta quarta-feira (24) em relação a ontem.

Apesar disso, o SUS em Campinas voltou a ter duas vagas. Os leitos de UTI-Covid ficaram livres no HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). No SUS municipal, a ocupação segue 100%.

Campinas conta, no total, com 419 leitos de UTI-Covid nas redes pública e particular. Deste total, 399 estão ocupados, o que corresponde a 95,22%. Há 20 leitos livres na rede particular.

FILA DE ESPERA

A fila de espera de pacientes suspeitos ou confirmados com covid-19 por leitos de enfermaria ou UTI-Covid também sofreu uma queda em relação a ontem.

Você viu?

De acordo com a Secretaria de Saúde, hoje há 203 pacientes na lista de espera. Ontem eram 209 pessoas nesta situação.

Deste total, segundo a Pasta, 104 pacientes aguardam na lista de espera por uma vaga na UTI-Covid. Outras 99 pessoas precisam de uma vaga em leitos de enfermaria.


Os leitos estão divididos da seguinte forma:

SUS Municipal: 152 leitos, dos quais 152 estão ocupados, o que equivale a 100%. Não há leito livre.

SUS Estadual: 40 leitos, dos quais 38 estão ocupados, o que corresponde a 95%. Há dois leitos disponíveis.

Particular: 227 leitos, dos quais 209 estão ocupados, o que equivale a 92,07%. Há 18 leitos aptos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários