Procurado por tráfico de drogas internacional em Viracopos é preso em MG
Reprodução: ACidade ON
Procurado por tráfico de drogas internacional em Viracopos é preso em MG

A PF (Polícia Federal) prendeu na manhã desta quinta-feira (1º) um dos investigados que estava foragido da Operação "Overload" , deflagrada em outubro do ano passado em Campinas . O homem é investigado por tráfico internacional de drogas e seria parte do núcleo criminoso interno do Aeroporto de Viracopos . Ele estava em Itabira, no interior de Minas Gerais (a 693 km de Campinas).

Segundo a PF, o homem havia se mudado para a cidade com sua família e trabalhava para uma empresa de transportes, morando no alojamento do local. Hoje, a prisão foi realizada pela Polícia Militar de Minas Gerais a partir de compartilhamento de informações com a Polícia Federal.

A PF informou ainda que o homem atuou na situação em que foram apreendidos 58 kg de drogas na área restritra de Viracopos no dia 20 de fevereiro do ano passado, aparecendo na imagem do trator. Ele foi apresentado à Delegacia de Polícia Civil em Itabira e será transferido para Campinas.

Você viu?

A OPERAÇÃO

Atualmente, 9 pessoas encontram-se presas em razão da Operação "Overload", e 8 continuam foragidas. A operação contra a organização criminosa, com ramificações em diversos estados do Brasil e no exterior, é voltada ao tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro.

A principal base de atividades era no Aeroporto Internacional de Viracopos. Durante a operação, foram mortos dois suspeitos, e 24 foram presos. Em dezembro, sete homens foram presos novamente. Isso porquê um decreto havia colocado os suspeitos em liberdade depois de 30 dias da primeira detenção.


De acordo com os dados obtidos durante as investigações, a organização criminosa é composta por brasileiros principais fornecedores da cocaína e financiadores do esquema criminoso, além de serem responsáveis pelo aliciamento de funcionários aeroportuários, pela interferência ilícita nas operações de logística aeroportuária e lavagem de dinheiro e estrangeiros, cuja atuação se dá em solo europeu no recebimento da droga.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários