Covid-19: Hemocentro da Unicamp recebe agendamento para doação de plasma
Reprodução: ACidade ON
Covid-19: Hemocentro da Unicamp recebe agendamento para doação de plasma


O Hemocentro da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) esta fazendo agendamentos para a doação de plasma convalescente, que pode ser doado por pessoas que já tiveram coronavírus com objetivo de auxiliar pacientes contaminados. Ao todo são quatro postos de coleta na região , que recebem doações desde semana passada (veja a lista abaixo)

A unidade é listada como um dos pontos de coleta de São Paulo, e integra a campanha criada pelo Governo do Estado, e coordenada pelo Instituto Butantan, para garantir o tratamento de pacientes de covid-19 por meio da transfusão do plasma.

O objetivo, segundo o instituto, é transferir ao paciente, de maneira passiva, anticorpos, até que seu próprio organismo tenha tempo para montar sua resposta imune. 

ONDE DOAR?

- Hemocentro Unicamp
Segunda a Sábado - das 07:30 as 15:00 ( Inclusive Feriados )
R. Carlos Chagas, 480 - Cidade Universitária, Campinas - SP

- Hospital Municipal Dr. Mário Gatti
Segundo a Sábado - das 07:30 as 15:00 ( Inclusive Feriados )
Av. Pref. Faria Lima, 340 - Parque Italia, Campinas - SP, 13036-902

- Hospital Estadual de Sumaré
Segundo a Sábado - das 07:30 as 12:00
Av. da Amizade, 2400 Jardim Bela Vista Sumaré SP

- Hemonúcleo de Piracicaba
Segunda a Sexta - das 07:30 as 13:00
Rua Silva Jardim, 1700 (Antigo prédio do Saúde Inteligente, dentro do complexo da santa casa) Piracicaba SP

Para a doação, é necessário realizar o agendamento (clique aqui) . Segundo o Hemocentro, além de precisar ter se contaminado pela doença e estar curado há mais de 30 dias, os critérios são os mesmos adotados para uma doação de sangue comum. 

MAS O QUE É PLASMA CONVALESCENTE?

De acordo com especialistas do Hemocentro, quando uma pessoa contrai um vírus como o covid-19, seu sistema imunológico cria anticorpos para combater o vírus. Esses anticorpos são encontrados no plasma, que é a parte líquida do sangue. O plasma com esses anticorpos de combate à infecção é chamado de "plasma convalescente". 

Através de um processo de doação de sangue, esse plasma rico em anticorpos pode ser coletado de uma pessoa recuperada da doença e depois transfundido para um paciente doente que ainda luta contra o vírus. Isso pode fornecer um impulso ao sistema imunológico do paciente doente e pode ajudar a acelerar o processo de recuperação. 

Ainda segundo o Hemocentro, é permitido no Brasil a coleta e transfusão de plasma de convalescentes para uso experimental no tratamento de pacientes com covid-19. O procedimento é considerado um tratamento experimental, pois os estudos clínicos foram iniciados, mas ainda não foram concluídos. 

"Enquanto as opções para o tratamento da covid-19 estão evoluindo, o plasma convalescente pode ser considerado e pode ajudar alguns pacientes com doença moderada ou grave", informou o Hemocentro por meio de nota.  

QUEM RECEBE

De acordo com o Butantan, são pacientes elegíveis para receber o plasma aqueles com diagnósticos comprovados de covid-19 e que apresentem sintomas há no máximo 72 horas. O público alvo, segundo o instituto, é especialmente os pacientes imunossuprimidos, idosos com mais de 60 anos e pacientes com comorbidades. 

RESULTADOS 

Dados de um estudo brasileiro feito com 104 portadores de covid-19 já indicam que a terapia com plasma sanguíneo de convalescentes da doença é uma alternativa segura e pode trazer benefícios principalmente se aplicada nos dez primeiros dias de sintomas. 

A pesquisa contou com apoio da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e foi conduzida por pesquisadores dos hospitais Israelita Albert Einstein e Sírio-Libanês, em colaboração com um grupo do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP).  

Segundo os pesquisadores, do ponto de vista da segurança o método é um procedimento de baixo risco, equivalente ao de qualquer transfusão sanguínea. Já no que diz respeito aos benefícios, foi observado evolução melhor dos pacientes tratados mais precocemente. 

Outros estudos com o método foram realizados nos Estados Unidos, e também sugerem que o tratamento reduz a mortalidade. 


ONDE DOAR?

- Hemocentro Unicamp
Segunda a Sábado - das 07:30 as 15:00 ( Inclusive Feriados )
R. Carlos Chagas, 480 - Cidade Universitária, Campinas - SP 

- Hospital Municipal Dr. Mário Gatti
Segundo a Sábado - das 07:30 as 15:00 ( Inclusive Feriados )
Av. Pref. Faria Lima, 340 - Parque Italia, Campinas - SP, 13036-902 

Você viu?

- Hospital Estadual de Sumaré
Segundo a Sábado - das 07:30 as 12:00
Av. da Amizade, 2400 Jardim Bela Vista Sumaré SP 

- Hemonúcleo de Piracicaba
Segunda a Sexta - das 07:30 as 13:00
Rua Silva Jardim, 1700 (Antigo prédio do Saúde Inteligente, dentro do complexo da santa casa) Piracicaba SP

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários