Campinas autoriza uso do lago da Lagoa do Taquaral para competições, natação e stand up
Reprodução: ACidade ON
Campinas autoriza uso do lago da Lagoa do Taquaral para competições, natação e stand up

A Prefeitura de Campinas publicou, na manhã desta terça-feira (13), um decreto que autoriza o uso do lago localizado na Lagoa do Taquaral , no Parque Portugal, para fins esportivos. A utilização do local para práticas esportivas deve ser antes autorizada pela secretaria de Esportes. Vale destacar que a prática no local não será aberta para o público em geral. 

Segundo o documento, o lago poderá ser utilizado de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h exceto aos feriados - para treinamentos específicos das modalidades de remo, canoagem, Stand Up e natação, nos eventos e programas da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer. 

Apesar da publicação do decreto, o secretário da pasta Fernando Lourenço Vanin destaca que o uso ainda não foi liberado devido a cidade estar na fase vermelha do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena. 

"O uso vai depender também do decreto do estudo da pandemia na cidade. Então a Lagoa não está aberta para ser usada no momento, e vai depender da liberação do Plano São Paulo e também da Devisa em Campinas, para então utilizar o espaço na área esportiva", disse. 

Além disso, a utilização do lago pelas federações, confederações e entidades, deverá ser previamente solicitada e autorizada pela secretaria municipal - sendo proibido o uso de forma espontânea. 

A Prefeitura ainda informou que os usuários deverão estar devidamente identificados com documento fornecido pela secretaria. Já os agendamentos para utilização do lago também deverão ser feitos após solicitação. 

Você viu?

FISCALIZAÇÃO 

Segundo a Prefeitura, a apresentação e a fiscalização, de exame médico dos usuários, comprovando sua aptidão para a atividade será de responsabilidade das entidades conveniadas. Vale destacar que os exames devem ser renovados periodicamente. 

Já a secretaria municipal deverá fiscalizar e solicitar reexame por órgão público de saúde, em caso de suspeita ou dúvida sobre o estado geral de saúde dos participantes de programas realizados na lagoa. 


Além disso, as entidades conveniadas deverão manter a higiene e manutenção da lagoa. O decreto ainda proíbe o consumo de bebidas e gêneros alimentícios dentro da lagoa, bem como o uso de copo ou garrafa de vidro. 

A circulação de veículos no local será permitida apenas durante o embarque/desembarque de equipamentos, não sendo permitida a permanência deles dentro do espaço durante as atividades.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários