Covid: vacinação em Campinas registra atraso na noite de segunda-feira
Reprodução: ACidade ON
Covid: vacinação em Campinas registra atraso na noite de segunda-feira

A vacinação contra a Covid-19 no Centro de Imunização do clube Círculo Militar , no Jardim Chapadão, em Campinas , registrou atraso na noite desta segunda-feira (19). Por volta de 22h ainda havia uma fila de idosos para serem vacinados contra a doença. Segundo a Prefeitura, o problema ocorreu por conta de uma instabilidade no sistema VaciVida.

Segundo a organização do clube, as imunizações dos idosos que estavam agendadas foram concluídas apesar do atraso. Essa é a segunda vez em menos de uma semana que o local apresentou esse tipo de problema.

Você viu?

Na última terça-feira (13), outra lentidão no mesmo sistema do governo do estado provocou atraso na aplicação das doses e aglomeração de idosos na porta do Círculo Militar. A espera foi de mais de uma hora em alguns casos e as pessoas esperavam sentadas uma chamada por nome para serem vacinadas.

Além de pessoas de 67 a 74 anos, profissionais da educação e moradores que foram tomar a segunda dose da vacina contra covid aguardavam do lado de fora. Na ocasião, o governo do estado confirmou a instabilidade do sistema e disse que o problema não prejudicou a vacinação.

PREFEITURA E ESTADO

Procurada, a Prefeitura de Campinas explicou que "ocorreu uma instabilidade no sistema, o que provocou uma espera de até 40 minutos para as pessoas que estavam agendadas".

Em nota, a Administração disse que "normalmente, todo o processo, desde que a pessoa chega ao local, até receber a dose e completar todo o processo, o tempo é de no máximo 20 minutos".

"Todas as pessoas que estavam agendadas, receberam a dose. A questão já foi solucionada e a vacinação transcorrerá normal nesta terça-feira", disse a Prefeitura. O governo estadual disse que "s Secretaria de Saúde reforçou as equipes no Centro de Imunização do Círculo Militar para garantir agilidade no processo e o perfeito acolhimento dos cidadãos".



Em nota também, Prodesp - responsável pelo desenvolvimento da plataforma Vacivida, em parceria com a Secretaria Estadual da Saúde -, disse que "registrou instabilidade momentânea no sistema no período da tarde. A equipe de manutenção fez as correções necessárias e a normalização ocorreu no início da noite".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários