Atendente mede a temperatura de consumidor na Rua 13 de maio.
Gilson Machado
Atendente mede a temperatura de consumidor na Rua 13 de maio.

A partir deste sábado (1º) lojas de rua, shoppings, restaurantes, salões de beleza, academias, atividades culturais entre outros serviços poderão operar entre 6h e 20h. A nova regra da fase de transição que amplia o atendimento presencial foi divulgada na última quarta-feira pelo governo do Estado de São Paulo e segue até o dia 9 de maio.

Em Campinas, um decreto ratificando os horários também foi publicado ontem . Vale lembrar que hoje é feriado do Dia do Trabalhador e por isso, muitos serviços terão o horário reduzido (veja aqui o que abre e fecha).

Antes da mudança, a fase de transição, permitia o funcionamento apenas por oito horas entre 11h e 19h para a maior parte dos setores. Campinas chegou a fazer um decreto voltado ao comércio com horários mais flexíveis, mas dentro da liberação do estado.

A atual etapa da quarentena, chamada de "fase de transição", foi criada pelo governo estadual em 16 de abril e desenvolvida como um estágio transitório entre as fases vermelha e laranja. Agora a fase de transição passa a permitir que os estabelecimentos funcionem em horários mais amplos do que os da fase laranja e até mesmo da fase amarela: serão liberadas 14 horas diárias a partir deste sábado, contra oito horas diárias na fase laranja e 10 horas diárias na amarela.

Segundo o governador João Doria (PSDB) a medida foi tomada por recomendação do Centro de Contingência devido a queda nos indicadores da doença. "Obviamente com melhoras dos indicadores dos casos internações e óbitos será possível estender o horário de funcionamento dos serviços e comércios das 6h até as 20h da noite. Dando assim continuidade gradual e segura da abertura de economia para recuperar empregos e dar oportunidades dos brasileiros de ter trabalho, renda e dignidade", disse Doria.

OUTRA MUDANÇA

Hoje também começa em Campinas um novo horário da fiscalização na Operação Toque de Recolher. Segundo a Prefeitura, a partir de hoje o toque de recolher vai começar às 21h e irá até 5h. Até ontem, a fiscalização tinha início às 20h.

"É importante lembrar que estamos em uma fase de transição e com regras menos rígidas. Nos dias que sabemos que tem mais chances de aglomeração, como festas por exemplo, ela será mais rígida", disse o secretário de Justiça de Campinas, Peter Panutto. 

Você viu?

O que pode funcionar na nova fase. (Foto: Governo do Estado de SP/Divulgação)


NOVAS REGRAS

Conforme o decreto, todos os setores da cidade passam a poder funcionar entre 6h e 20h. Antes, a permissão era para o funcionamento por apenas oito horas e até às 19h.

Todos os estabelecimentos ainda devem respeitar a capacidade de 25% de atendimento. No caso de parques públicos, no entanto, o funcionamento ainda será das 6h às 18h.

Veja os setores que estão autorizados a funcionar na cidade entre 6h e 20h:

- comércios e serviços, inclusive galerias e estabelecimentos congêneres;

- shopping centers;

- atividades religiosas presenciais;

- restaurantes e similares, exceto bares;

- salões de beleza, barbearias, clínicas de estética e congêneres;

- atividades culturais, tais como museus, galerias, centros culturais, bibliotecas, cinemas, teatros e salas de espetáculos;

- parques públicos, (abrindo das 06h às 18h);

- clubes sociais;

- academias de esporte de todas as modalidades e centros de ginástica;

- cursos do setor de educação não-regulada, assim entendidos aqueles que não dependem de regulação direta pelos órgãos estatais de educação, tais como idiomas, informática, formação complementar, aulas práticas de autoescola e artes em geral, inclusive cursos de dança, música e teatro.

- áreas comuns dos condomínios e hotéis, tais como quadras de esportes, piscinas, academias e salões de festas, com controle de acesso.

REGRAS

Nas atividades realizadas em parques públicos, clubes sociais, academias e áreas comuns de condomínio, estão autorizadas as práticas individualizadas.

Segundo o decreto, as atividades coletivas que não garantam o distanciamento de 1,5 metro entre os participantes não estão autorizadas, e as atividades religiosas e culturais em cinemas, teatros e salas de espetáculo são permitidas com público sentado e distanciamento de 1,5m."

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários