Mulher morre após ser agredida com socos por marido em Paulínia
Reprodução: ACidade ON
Mulher morre após ser agredida com socos por marido em Paulínia

A Polícia Civil de Paulínia prendeu neste domingo (2) um homem de 22 anos acusado de agredir a esposa com socos no abdômen e na cabeça. A mulher, de 28 anos, que sofria de lúpus e cirrose, foi levada aos hospital mas não aguentou os ferimentos e morreu.

Segundo as primeiras informações da polícia, a mulher morreu vítima de uma hemorragia causada por agente externo - que seriam os socos deferidos pelo marido. Ele foi preso em flagrante e encaminhado a cadeia anexa ao 2º Distrito Policial, no bairro São Bernardo, em Campinas.

Roberta dos Santos Alves e Johney Henrique Torres Teixeira eram casados há um ano , mas estavam juntos há dois. Em depoimento à polícia, o acusado disse que eles tiveram uma discussão por ciúme, mas antes de confessar as agressões disse que a mulher tentou suicídio. Porém, depois confessou que a agrediu e que demorou para buscar atendimento médico. A discussão teria ocorrido às 20h de sábado e ela chegou ao Pronto Socorro já na madrugada deste domingo.

Você viu?

Durante a discussão ele teria a agredido. Ela chegou a passar mal e teria vomitado. Ela foi levada ao Hospital Municipal com parada respiratória e precisou ser reanimada e intubada. O óbito foi oficializado perto das 5h deste domingo.


Johney só virou suspeito depois que a irmã da vítima procurou a Polícia Civil que desconfiou da versão do cunhado quando ele a deixou no hospital. Ela afirmou à polícia que ele tem um perfil autoritário e por isso registrou um Boletim de Ocorrência. Após o depoimento da cunhada, a polícia foi atrás do suspeito e o levou para prestar depoimento na polícia e ele acabou confessando. 

A vítima será enterrada na manhã desta segunda-feira no Cemitério Municipal de Paulínia às 9h.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários