Com sujeira e itens expirados, Vigilância interdita farmácia de manipulação em Campinas
Reprodução: ACidade ON
Com sujeira e itens expirados, Vigilância interdita farmácia de manipulação em Campinas

A Vigilância Sanitária de Campinas interditou totalmente uma farmácia de manipulação que funcionava há mais de 20 anos na Região Sul da cidade. Isso ocorreu após os técnicos encontrarem várias irregularidades no estabelecimento, entre elas, presença de sujeira nos laboratórios, uso de equipamentos sem certificados de calibração e presença de reagentes com prazo de validade expirado.

O caso ocorreu na terça-feira (11), mas foi divulgado nesta quarta-feira (12) pela Administração. Com a interdição, o estabelecimento só poderá ser reaberto depois de apresentar todas as adequações citadas nos autos de infração aplicados pela Vigilância.

Você viu?

AUSÊNCIA DE BOAS PRÁTICAS

De acordo com a fiscal Cinara Bresssan Bernardi, a farmácia demonstrou ausência total de boas práticas de manipulação. Com problemas na infraestrutura, no armazenamento de matérias-primas, além da manipulação de preparações sem a prescrição de profissional habilitado, entre outras irregularidades, a farmácia também deixou de enviar as movimentações referentes às matérias-primas sujeitas ao controle especial e antimicrobianos à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

"Lembramos que, para uma farmácia de manipulação fornecer uma fórmula magistral ao cliente, deve cumprir criteriosamente com um conjunto de medidas que visam assegurar a manipulação com padrões de qualidade apropriados para o uso pretendido, previstos em legislações, bem como seguir o requerido na prescrição emitida por profissional habilitado", explica a profissional.


Outros requisitos a serem observados pelo cliente é que a farmácia só manipule fórmulas prescritas por um profissional habilitado; tenha um farmacêutico responsável; e que faça constar, no rótulo, todos os ingredientes utilizados, além da concentração desses químicos.

INSPEÇÕES

A Vigilância Sanitária do município realiza inspeções sanitárias frequentemente nas farmácias do município, a fim de averiguar o cumprimento de boas práticas de manipulação. Caso perceba irregularidades, o cidadão pode denunciar por meio do sistema 156.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários