Operação da PF contra Salles e Ibama cumpre mandado em Campinas
Reprodução: ACidade ON
Operação da PF contra Salles e Ibama cumpre mandado em Campinas

A Polícia Federal de Campinas cumpriu na manhã desta quarta-feira (19) um mandado de busca e apreensão na casa de um dos investigados na Operação Akuanduba, que investiga possíveis exportações ilegais de madeira do Brasil para os Estados Unidos e a Europa. 

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e o presidente do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) Eduardo Bim, são alvos da operação. Vale lembrar que Eduardo Bim já foi assessor de assuntos jurídicos da Prefeitura de Campinas.

A PF apura crimes como corrupção, advocacia administrativa, prevaricação e facilitação de contrabando que teriam sido praticados por agentes públicos e empresários do ramo madeireiro. Em Campinas, foram recolhidas mídias que serão enviadas à corporação em Brasília. 

No total são cumpridos 35 mandados de busca e apreensão Distrito Federal, no Pará e em São Paulo na operação autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal). 

O ministro autorizou a quebra do sigilo bancário e fiscal de Ricardo Salles e determinou o afastamento preventivo de 10 agentes públicos que trabalham no Ibama e no Ministério do Meio Ambiente. A decisão também suspende um despacho do Ibama, de 2020, que, diz a PF, permitia a exportação de produtos florestais sem a necessidade de emissão de autorizações. 

O despacho teria sido elaborado a pedido de empresas com cargas apreendidas no exterior e resultou na regularização, segundo a PF, de cerca de 8 mil cargas de madeira ilegal. 

Você viu?

Ainda de acordo com a Polícia Federal, a apuração teve início em janeiro com base em informações enviadas por autoridades de outros países sobre possíveis desvios de conduta de servidores públicos durante o processo de exportação de madeira. A operação foi batizada de Akuanduba, divindade dos índios Araras, que habitam o Pará.


VEJA LISTA DOS SERVIDORES AFASTADOS NA OPERAÇÃO

Ministério do Meio Ambiente
1) Leopoldo Penteado Butkiewcz - assessor especial do gabinete do ministro Ricardo Salles
2) Olivaldi Alves Borges Azevedo - secretário adjunto de Biodiversidade 

Ibama
 3) Eduardo Fortunado Bim - presidente 
4) Wagner Tadeu Matiota - superintende de Apuração de Infrações 
5) Olímpio Ferreira Magalhães - diretor de Proteção Ambiental 
6) Joao Pessoa Riograndense Moreira Júnior - diretor de Uso Sustentável da Biodiversidade e Florestas 
7) Rafael Freire de Macedo - coordenador-geral de Monitoramento do Uso da Biodiversidade e Comércio Exterior 
8) Leslie Nelson Jardim Tavares - coordenador de Operações de Fiscalização 
9) André Heleno Azevedo Silveira - Coordenador de Inteligência de Fiscalização 
10) Artur Bastos Valinotto - analista ambiental

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários