Campinas registrou aumento no número de atendimentos de casos respiratórios.
Eduardo Lopes/Prefeitura de Campinas
Campinas registrou aumento no número de atendimentos de casos respiratórios.

A Secretaria de Saúde de Campinas divulgou, durante transmissão nas redes sociais nesta terça-feira (25), que os CSs (Centros de Saúde) da cidade registraram um crescimento de 36% no atendimento de pessoas com sintomas respiratórios nas últimas cinco semanas. Segundo a Prefeitura, caso o número piore, medidas restritivas podem ser adotadas.

De acordo com o balanço divulgado pela pasta, entre os dias 18 e 24 de abril, foram registrados 4.295 atendimentos com pessoas com sintomas respiratórios. Já na semana do dia 16 ao dia 22 de maio, este número cresceu para 5.696 ocorrências.

Por conta disso, o prefeito Dário Saadi (Republicanos) e o secretário de Saúde de Campinas, Lair Zambon, fizeram um apelo para pedir o fim de aglomerações e festas, mesmo em ambiente familiares.

Você viu?

"Esses indicadores nos chamaram a atenção para o alerta. Se continuarem subindo, nós tomaremos as medidas. O Comitê que acompanha a pandemia pediu mais dois dias para análise dos dados, e achamos importante mostrar os dados e fazer esse apelo, pedir para a população que nos atenda. Precisamos dessa colaboração", disse Dário.

Já Zambon destacou que a Prefeitura iria reabrir 14 leitos para tratamentos normais, mas que hoje eles estão analisando um possível represamento destes leitos para serem usados contra a covid-19 em cenário de piora da pandemia.

"Estamos em um nível de internação hospitalar bastante alto, e os gripários começaram a manter uma curva ascendente, acima de 100 pacientes por dia no Mário Gatti e entre 70 e 80 no Ouro Verde. Em algumas UPAs, já começa a ter espera, aguardando internação. Vamos observar semana a semana. O sinal amarelo já acendeu", contou.


LEITOS E CASOS

Hoje, Campinas está sem leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) exclusivos para pacientes com covid-19 na rede pública pelo segundo dia seguido. Há apenas uma vaga, mas ela é exclusiva para gestantes.

Além disso, a Prefeitura confirmou o registro de mais 25 mortes de covid-19 hoje, além de 470 casos confirmados. Com isso, o município tem 3.284 vidas perdidas para o coronavírus desde o começo da pandemia, em março de 2020, e 100.930 moradores infectados.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários