Campinas terá reclassificação do Plano SP nesta semana.
Divulgação/Abrasel
Campinas terá reclassificação do Plano SP nesta semana.

A região de Campinas - assim como as demais regiões paulistas - terá uma nova reclassificação do Plano São Paulo nesta semana, uma vez que a atual fase de transição é válida até o dia 14 de junho. Ela foi prorrogada pelo governo Doria no dia 26 de maio por duas semanas, como uma medida de cautela devido ao aumento de casos de Covid-19.

Antes disso, o governo estadual imaginava uma flexibilização maior a partir de junho - o que não ocorreu. Por conta da situação epidemiológica do estado, foram mantidos os critérios de flexibilização de horário de funcionamento de comércios e serviços até 21h e capacidade de ocupação dos estabelecimentos comerciais de até 40%.

Campinas segue essas regras, mas afirmou na última semana que poderia endurecer a quarentena caso os indicadores precoces apontassem para uma nova alta de internação, casos e mortes de coronavírus. Havia ainda uma preocupação quanto ao feriado prolongado de Corpus Christi.

Por conta disso, a fiscalização do toque de recolher, das 21h às 5h, foi ampliada, e barreiras sanitárias foram adotadas nas 20 cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas), para evitar a circulação de turistas e, consequentemente, do vírus.

O anúncio do governo estadual deve ser feito em live oficial do governador João Doria (PSDB), ainda sem data marcada.

Você viu?

DADOS

O Plano São Paulo utiliza como critério de avanço ou não de fases dados como taxa de internação de covid-19 e também a disseminação da doença na população. Em Campinas, o DRS (Departamento Regional de Saúde) atingiu 10,5 mil mortes de covid-19 e um total de 361,9 mil casos confirmados da doença.

De acordo com os números, houve uma variação semanal positiva de 51,8% no número de infectados. Já a variação de mortes foi negativa no período, de -3,8%.

Atualmente, Campinas tem 3.358 mortes de covid e 102.539 casos confirmados. Dados do Painel Covid-19, divulgados pela Prefeitura de Campinas, apontam que 12,9% dos casos de coronavírus registrados no município foram considerados como "graves" em 2021.

Já no estado de São Paulo são 3,3 milhões de casos e 114,1 mil óbitos de covid desde o começo da pandemia, em março do ano passado.


PROJEÇÕES

De acordo com o coordenador do Controle de Doenças da Secretária Estadual de Saúde, Paulo Menezes, as projeções indicam que a partir da segunda quinzena de junho e início de julho haverá melhora progressiva nos indicadores principais. "A avaliação é que devemos continuar caminhando com seriedade e segurança", afirmou.

REGRAS DA FASE DE TRANSIÇÃO ATÉ 14 DE JUNHO

- Horário de funcionamento das 6h às 21h;

- Comércio e restaurantes com capacidade de até 40%;

- Toque de recolher das 21h às 5h.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários