Polícia prende trio suspeito de vender laudo médico falso pra fura-fila da vacina
Reprodução: ACidade ON
Polícia prende trio suspeito de vender laudo médico falso pra fura-fila da vacina


A Polícia Civil prendeu na manhã desta terça-feira (6), três homens suspeitos de vender laudos médicos falsos usados para furar fila da vacinação de covid-19 em Campinas . Um dos detidos atuava na Rua 13 de Maio quando foi preso em flagrante.

Os criminosos vendiam supostos atestados médicos que indicavam doenças pré-existentes aos compradores. Os documentos seriam usados por pessoas que alegavam comorbidades e furavam a fila da vacinação. Os laudos eram vendidos por valores entre R$ 140 a R$ 280.

A investigação começou após uma denúncia encaminhada por um telespectador da EPTV. A equipe confirmou uma negociação dos suspeitos com um suposto comprador. Em mensagens, um dos homens fazia a proposta de compra de laudo, e citava que várias pessoas já tinham comprado e usado o documento. O encontro acontecia presencialmente no Centro ou em local a combinar.

O FLAGRANTE  

A denúncia foi entregue à DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Campinas. O documento falso, as conversas com os vendedores e os vídeos das negociações foram analisados pela corporação, e um boletim de ocorrência foi registrado.

Você viu?


Durante a investigação, a Polícia Civil fez uma falsa negociação com os criminosos para efetuar as prisões em flagrante na manhã de hoje. Os encontros foram marcados no Centro e em shoppings da cidade. Um dos detidos, no Centro, estava na 13 de Maio e vestia um colete de "compra de ouro".

O trio foi levado para a sede da Divisão de Investigações Criminais de Campinas (Deic) de Campinas, onde prestarão depoimento. Eles devem responder por estelionato.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários