Campinas vai mandar para fim da fila morador que rejeitar vacina da covid
Reprodução: ACidade ON
Campinas vai mandar para fim da fila morador que rejeitar vacina da covid

A Prefeitura de Campinas anunciou nesta quarta-feira (7) que vai penalizar todas as pessoas que agendam e rejeitam a vacina no momento da aplicação. A partir desta sexta-feira (9), quem recusar a imunização na tentativa de escolher o fabricante irá para o fim da fila.

A medida foi anunciada pelo prefeito Dário Saadi (Republicanos) e o decreto que estabelece os novos critérios será publicado na edição desta quinta-feira, 8 de julho, no Diário Oficial do Município.

A pessoa que recusar a dose oferecida terá que assinar um termo assumindo a responsabilidade pela sua decisão. Caso se negue, duas testemunhas assinarão o documento. Aquele que agendar a vacina e não comparecer também sofrerá punição.

A pessoa ficará suspensa por 30 dias e não conseguirá fazer novo agendamento. Se não concordar com a punição, poderá entrar com um pedido de revisão no Protocolo Geral da Prefeitura.

Você viu?

Ontem, a Prefeitura de Campinas informou que estava estudando medidas contra os moradores da cidade que decidirem escolher a marca da vacina contra a covid-19 que querem receber na hora da imunização. Segundo a Administração, a porcentagem de desistência para algumas marcas está sendo analisada e, até o momento, não existe um balanço fechado para divulgação.

O vereador Gustavo Petta (PCdoB) também protocolou ontem um pedido ao prefeito para que Campinas também colocasse no final da fila os moradores que não aceitarem a vacina disponível no dia do agendamento. Com isso, essas pessoas tomariam a vacina apenas após a vacinação de todos os grupos previstos no PNI (Programa Nacional de Imunizações).


OUTRAS CIDADES

No estado de São Paulo, ao menos sete cidades estão adotando um protocolo especial para pessoas que recusarem a tomar a vacina contra a covid-19 porque dão preferência a uma marca específica. Em Americana, Jales, Urupês, São José do Rio Preto, Rio Grande da Serra e Caieiras quem escolher qual vacina tomar deve assinar um termo de recusa do imunizante disponibilizado no dia.

Já as cidades de Guararema, São Caetano do Sul e São Bernardo do Campo adotaram a medida de colocar no fim da fila aqueles que se recusam a tomar vacina por motivos da "marca".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários