Punição para escolha da vacina começa a valer hoje em Campinas
Reprodução: ACidade ON
Punição para escolha da vacina começa a valer hoje em Campinas

A Prefeitura de Campinas começou  a penalizar todas as pessoas que agendam e rejeitam a vacina contra a covid-19 no momento da aplicação.  Desde quinta-feira (08),  quem recusar a imunização na tentativa de escolher o fabricante irá para o fim da fila.

A medida foi anunciada na quarta (07) pelo prefeito Dário Saadi (Republicanos) e o decreto com os "castigos" foi publicado no Diário Oficial no dia seguinte, passando a vigorar nesta quinta.

Segundo a Prefeitura, a pessoa que recusar a dose oferecida terá que assinar um termo assumindo a responsabilidade pela sua decisão. Caso se negue, duas testemunhas assinarão o documento.

De acordo com o decreto, quem recusar a imunização na tentativa de escolher o fabricante irá para o fim da fila, tendo "perda do direito à ordem cronológica de vacinação e sua realocação na fila de imunização será somente após concluída a vacinação de todo o público adulto da vacina". 

Você viu?

CANCELAMENTO

Aquele que agendar a vacina e não comparecer também sofrerá punição. A pessoa ficará suspensa por 30 dias e não conseguirá fazer novo agendamento. Se não concordar com a punição, poderá entrar com um pedido de revisão no Protocolo Geral da Prefeitura.

"O não comparecimento injustificado na data agendada para a vacinação contra a COVID-19 implica na presunção da renúncia tácita à ordem cronológica de vacinação. O comportamento ensejará o bloqueio do sistema para novo agendamento pelo prazo de 30 dias, cabendo ao munícipe protocolar por escrito a justificativa da falta endereçada à Secretaria Municipal de Saúde, que avaliará a demanda e, em caso de deferimento, liberará o sistema de agendamento", diz o texto.

DIA D

Campinas realiza amanhã (9), o quinto 'Dia D' para a vacinação contra a Covid-19. Segundo a Prefeitura, todas as 30 mil vagas disponibilizadas na última sexta-feira (2), já foram preenchidas.


A vacinação será realizada das 9h às 17h em 64 centros de saúde da cidade das 9h às 17h. Só não participam os CSs Carlos Gomes, Campina Grande e Boa Esperança. Serão atendidas apenas as pessoas agendadas, que devem chegar aos locais escolhidos com, no máximo, 10 minutos de antecedência para evitar aglomerações.

Nos quatro 'Dias D' anteriores foram aplicadas 100.104 doses. As ações foram realizadas em 22 de maio, 4, 12 e 19 de junho, com recordes de vacinas aplicadas durante os dias.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários