Lix da Cunha, em Campinas, terá terceira faixa no sentido Centro-rodovias
Reprodução: ACidade ON
Lix da Cunha, em Campinas, terá terceira faixa no sentido Centro-rodovias

 Começam na próxima quinta-feira (22) as obras de ampliação de faixa de rolamento da Avenida Lix da Cunha, em Campinas. Com isso, a via ganhará uma faixa adicional no sentido Centrobairro. Com a terceira faixa, a expectativa é que a região tenha melhor fluidez viária.

De acordo com a Prefeitura de Campinas, ao todo, vão ser 650 metros de obra, começando logo depois da Estação de Transferência Anhanguera (última estação de ônibus da via) até a saída para as rodovias.

Atualmente, cerca de 75,5 mil veículos circulam pela Lixa da Cunha, por dia. A avenida é uma importante via de acesso para o município, com conexão direta com as rodovias Anhanguera (SP-330) e Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101), mais conhecida como CampinasMonte Mor. 

"A obra é de grande importância para Campinas e região, já que nos horários de pico, principalmente no fim de tarde, há um grande fluxo de carros e acaba congestionando a via", afirma o Secretário de Transportes, Vinicius Riverete. 

Atualmente, a avenida conta com uma faixa exclusiva para ônibus e mais duas faixas de rolamento. A partir do ponto onde a obra será iniciada, ocorre um entroncamento que resulta em apenas duas faixas. 

A obra foi autorizada pela concessionária CCR AutoBAn, uma vez que está em área da concessão. O prazo de término da obra não foi divulgado pela Prefeitura de Campinas. 



RECAPEAMENTO 

Um trecho da Avenida Lix da Cunha também irá receber obras nesta semana, mas de recape. O novo pavimento será feito no acostamento, no sentido Centrobairro, no trecho entre a Estação de Transferência Anhanguera e o Trevo da Bosch.

As obras serão realizadas na quinta e sexta-feira, dias 22 e 23 de julho, no período das 9h até as 16h. A região terá bloqueio parcial, e será monitorada pelos agentes da Mobilidade Urbana.

A sinalização de solo do trecho recapeado será feita no período noturno, para diminuir os impactos na circulação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários