Mário Gatti e Ouro Verde passam por reversão de leitos covid para geral
Reprodução: ACidade ON
Mário Gatti e Ouro Verde passam por reversão de leitos covid para geral

A Rede Mário Gatti, que faz a gestão de hospitais públicos de Campinas, anunciou nesta segunda-feira (19) que está fazendo a reversão de leitos de covid-19 para atendimento geral. Até o final de semana, os hospitais Mário Gatti e Ouro Verde terão mais 30 leitos para receber pacientes com outras doenças.

Essa mudança é possível por conta da redução da pressão por leitos de UTI para pacientes infectados com o coronavírus, informou a Prefeitura de Campinas.

Você viu?

O presidente da Rede, Sérgio Bisogni, informou que 20 leitos foram revertidos no Hospital Municipal Mário Gatti e que, nesta segunda-feira (19) teve início a desmobilização de outros no Hospital Ouro Verde.

Os dois hospitais municipais terão agora 90 leitos de UTI Covid, sendo 30 no Mário Gatti e 15 no Mário Gatti-Amoreiras (antigo Metropolitano) e 45 no Ouro Verde.

"Nos últimos 15 dias estamos vendo diminuição na demanda por leitos de UTI de internações por covid. Ainda temos muitos pacientes internados, os gripários seguem com movimento ainda importante, mas com pacientes com menor gravidade, e isso nos dá tranquilidade para iniciarmos a transição dos leitos covid para não covid. Estamos monitorando a situação diariamente", afirmou.


AMBULATÓRIO

Bisogni informou também que o ambulatório está sendo reorganizado para que, a partir de agosto, o agendamento das consultas possa ser retomado, para suprir a demanda de pacientes não covid. Segundo ele, a sala vermelha do Hospital Mário Gatti, área destinada ao primeiro atendimento dos pacientes graves, ainda segue com muita demanda.

Já a sala verde, área destinada à permanência de pacientes não críticos, para observação ou internação clínica ou cirúrgica, e que vinha sendo utilizada para covid, está voltando para sua origem, que é de apoio ao pronto-socorro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários