Agente da Emdec é ameaçado de morte durante fiscalização na rodoviária
Reprodução: ACidade ON
Agente da Emdec é ameaçado de morte durante fiscalização na rodoviária

Um agente da Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas) foi ameaçado de morte ontem na noite de ontem (20) enquanto fazia a fiscalização na área de embarque e desembarque da rodoviária. O servidor foi ameaçado por um motorista de aplicativo, que se revoltou por causa de uma multa. 

As imagens foram gravadas pela câmera que está na roupa do agente. A discussão aconteceu por volta de 19h40 próximo à entrada dos taxis. 

O momento da abordagem e da ameaça foi gravado por uma câmera que está na roupa do agente. No vídeo, é possível ver quando o motorista de aplicativo chega para conversar sem máscara e fala que mataria o agente caso recebesse mais uma multa. 

"Se você passar na minha mais uma vez você vai tomar um tiro na cara e se duvidar vai tomar agora. Da próxima vez que eu encostar o carro ali, você deixa eu pegar o passageiro e ir embora. Pode chamar sua equipe e quem quiser. Se duvidar vai morrer", disse o homem. 

" Você já me multou uma vez que eu parei na rua de trás, se fizer mais uma vez eu vou descarregar a pistola em você. Eu vou daqui a pouco entregar um passageiro, e você nem chegue perto, fique longe, se chegar papel de multa na minha casa você vai morrer" , ameaçou.  

Você viu?


Segundo a vítima, não é a primeira vez que o mesmo homem e outros motoristas fazem ameaças aos agentes. A última discussão tinha acontecido na última quinta-feira (15), por causa da autuação por estacionamento irregular. 

O agente disse que ainda não registrou um boletim de ocorrência, mas vai procurar a polícia ainda hoje.  


O QUE DIZ A EMDEC? 

Procurada, a Emdec disse que registrou uma ocorrência de agressão verbal a um agente que atuava no trabalho de fiscalização no Terminal Multimodal Ramos. A Guarda Municipal foi acionada, mas o homem não foi encontrado. 

"Importante ressaltar que em situações de agressões verbais (xingamentos) e física, os colaboradores têm acolhimento e apoio da Empresa. O procedimento é que eles acionem a central para que o líder ou chefe do agente vá até o local da ocorrência prestar apoio. Neste momento, é feita uma avaliação para verificar os procedimentos necessários. O chefe acompanha o funcionário em caso de necessidade de Boletim de Ocorrência e, também, aciona o nosso Jurídico, que mantém plantão 24 horas, para esse tipo de atendimento", disse a empresa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários