Fila para receber a vacina contra Covid em Campinas.
Carlos Bassan/Prefeitura de Campinas
Fila para receber a vacina contra Covid em Campinas.

Apenas 3% dos moradores de Campinas justificaram a ausência no dia agendado de vacinação contra a covid-19 na cidade. Entre os dias 7 e 20 de julho, 2.172 pessoas faltaram no dia agendado para tomar o imunizante. Desse total, apenas 67 justificaram a ausência. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (22) pelo Devisa. 

Em Campinas , moradores que faltam no dia da vacinação ficam impedidos de fazer um novo agendamento por 30 dias e têm o CPF bloqueado. No entanto, existe a possibilidade da pessoa justificar a falta (leia mais abaixo). 

A responsável pela área de informação e dados do Devisa de Campinas, Kamila de Oliveira Belo, disse os moradores deram vários os tipos de justificativa. "Teve gente que disse que não conseguiu porque estava em outra cidade à trabalho, outra informou que não estava bem de saúde e precisou ser hospitalizada. Teve uma pessoa que alegou um compromisso de última hora", disse. 

Diante das justificativas, a prefeitura tem até 7 dias para avaliar os pedidos que podem ou não ser considerados. Caso a Administração municipal aceite a justificativa, a pessoa consegue realizar o reagendamento. 

SAIBA COMO JUSTIFICAR 

Para justificar a ausência é preciso entrar no site: vacina.campinas.sp.gov.br e imprimir o documento. Em seguida a pessoa preenche o formulário e leva até o Protocolo Geral da Prefeitura. Em média, a análise demora menos de uma semana. 

Se a secretaria da Saúde aceitar a justificativa a pessoa consegue reagendar a imunização. O resultado é publicado no Diário Oficial.
A responsável pelo programa de imunização de Campinas, Ana Cecília Zocolotti, diz que além de evitar o bloqueio do CPF, a justificativa é importante para não atrapalhar o esquema de agendamento e disponibilidade das doses. "É importante para ter o desbloqueio do CPF para poder receber a vacina o quanto antes" , explicou. 

RECUSA VACINA 

Ainda de acordo com o levantamento, 59 pessoas se recusaram a tomar a dose porque queriam escolher qual vacina seria aplicada.



A Prefeitura de Campinas vai penalizar todas as pessoas que sgendam e rejeitam a vacina no momento da aplicação. A medida passou a valer no último dia 9 de julho na cidade. 

Quem se recusar na tentativa de escolher o imunizante vai para o fim da fila. Nesse caso, a pessoa ainda tem que assinar um termo assumindo a responsabilidade de sua decisão. Caso se negue, duas testemunhas assinarão o documento.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários