Campinas seguirá última flexibilização do Plano SP.
Divulgação/Prefeitura de Campinas
Campinas seguirá última flexibilização do Plano SP.

A Prefeitura de Campinas anunciou na tarde desta quarta-feira (28) que seguirá as medidas de flexibilização anunciadas pelo governo estadual no Plano São Paulo de combate à pandemia de coronavírus. Mais cedo, o governador João Doria (PSDB) anunciou mais um relaxamento da quarentena.

As novas regras da fase de transição vão valer entre os dias 1º e 16 de agosto. Já, a partir de 17 de agosto, não haverá mais restrições.

O limite de horário de funcionamento de comércios, serviços em geral e espaços religiosos passa de 23h para meia-noite. Haverá ainda o fim do toque de recolher durante as madrugadas - o que também ocorrerá em Campinas.

Além disso, a capacidade máxima de ocupação permitida nos estabelecimentos, atualmente em 60%, sobe para 80%. Já, o acesso de clientes a shoppings, galerias, lojas de rua, bares e restaurantes deverá ser interrompido às 23h, com atendimento permitido até meia-noite.

NÃO MUDA

Eventos que geram aglomerações casas noturnas, shows de médio e grande porte, competições esportivas com público, entre outros continuam proibidos, com possibilidade de reabertura condicionada aos resultados de eventos modelo sob supervisão das autoridades de saúde e averiguação pelo Centro de Contingência do coronavírus.

REGRESSÃO DA PANDEMIA

Nesta semana, a secretaria de Saúde de Campinas já havia adiantado que a pandemia de covid-19 está regredindo na cidade. A informação é baseada nos indicadores que apontam uma queda importante. Entre eles, estão a taxa de ocupação hospitalar e também o recuo no número de casos graves da doença.

Você viu?

Segundo a Administração, houve uma queda de 16,6% de casos novos e 17% no número de óbitos por coronavírus na última semana. De acordo com o prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos), a avaliação foi feita tanto nos indicadores tradicionais como em números precoces.

O QUE MANTÉM

Apesar do relaxamento, o uso obrigatório de máscara em ambientes de acesso público, distanciamento mínimo de um metro e respeito a protocolos de higiene estão mantidos.

Além disso, o governo manteve a recomendação de escalonamento de horários para entrada e saída de trabalhadores dos setores de comércio, serviços e indústrias. Também seguem liberadas as celebrações individuais e coletivas em igrejas, templos e espaços religiosos, sob rígido cumprimento de protocolos de higiene e distanciamento social.


O QUE MUDA

De 1º a 16 de agosto:
Horário limite permitido para funcionamento: 0h, com acesso até 23h
Sem toque de recolher
Ocupação máxima permitida em 80%

A partir de 17 de agosto:
Sem horário limite
Sem toque de recolher
Sem limitação de ocupação

NÃO MUDA

Eventos que geram aglomerações casas noturnas, shows de médio e grande porte, competições esportivas com público, entre outros continuam proibidos, com possibilidade de reabertura condicionada aos resultados de eventos modelo sob supervisão das autoridades de saúde e averiguação pelo Centro de Contingência do coronavírus.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários