Campinas libera retorno das aulas com horários ampliado.
Reprodução/Prefeitura de Campinas.
Campinas libera retorno das aulas com horários ampliado.


A secretaria de Educação de Campinas anunciou nesta quinta-feira (29) que vai ampliar o horário das atividades presenciais nas escolas da rede municipal de ensino . A medida passará a valer a partir da próxima segunda-feira (2) e era uma das solicitações de pais de alunos.

Segundo a Educação, as creches, destinadas aos alunos de zero a 3 anos, estendem o horário em três horas, e passam a atender das 7h às 14h. Até então, as crianças permaneciam nas unidades das 7h às 11h. Já na à pré-escola, voltada aos estudantes de 4 a 5 anos, e no ensino fundamental, o turno aumentou de três para quatro horas diárias.

Na semana passada, a Prefeitura de Campinas já havia publicado um decreto com alterações para o ensino presencial, retirando a restrição de capacidade permitida de alunos  - medida que também vale a partir de segunda. Com a regra, a partir de agora as escolas (tanto públicas como privadas) não terão que seguir mais com a capacidade de apenas 35% dos alunos.

O revezamento também será entre duas turmas será semanal e não mais a cada duas semanas, como é até então. Enquanto uma parcela está em aulas presenciais, os demais fazem atividades remotas. A exceção fica para as escolas de ensino integral (leia mais abaixo). 

Segundo a pasta, a jornada para os alunos do EjA (Educação de Jovens e Adulto) será ampliada de três para quatro horas diárias. 

Em todos os ensinos, o retorno às aulas presenciais continua sendo opcional e não obrigatório. 

Você viu?

PEDIDO DOS PAIS

Em entrevista ao ACidade ON na semana passada, o secretário de Educação, José Tadeu Jorge, citou que a ampliação do horário de aulas era um dos pedidos mais solicitados pelos pais de alunos , que consideravam o tempo permitido muito curto. 

"As famílias citam que três horas é um prazo muito curto, e reivindicam pelo menos quatro horas no ensino fundamental e um pouco mais na educação infantil. Isso está sendo considerado", afirmou Tadeu Jorge semana passada. 

DISTANCIAMENTO

Apesar de não ter mais restrição na capacidade permitida, as escolas devem respeitar o distanciamento entre os alunos. Ontem (28) a Prefeitura de Campinas anunciou a redução no distanciamento mínimo entre alunos, passando de 1,5 metro para pelo menos 1 metro.  


A rede municipal, no entanto, manterá a distância de 1,5 metro nas salas de aula. Segundo o secretário de Educação, com essa distância a previsão é que a ocupação na rede municipal deve ficar em 50%.

EDUCAÇÃO INTEGRAL

A exceção na divisão de turmas na rede municipal fica para os alunos das oito EEI (Escolas de Educação Integral ,que não terão o revezamento semanal. 

Segundo a secretaria de Educação, as aulas presenciais acontecem todos os dias, sendo três horas em cada período. Metade dos alunos frequentará as aulas pela manhã e a outra a tarde.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários