Praça de Esportes Edgar Ariani.
Eduardo Lopes/PMC
Praça de Esportes Edgar Ariani.

A Prefeitura de Campinas anunciou nesta terça-feira (10) a proposta de retomada de eventos e esportes coletivos para cidade. A Administração também vai apresentar a ideia aos demais municípios que compõem a RMC (Região Metropolitana de Campinas). 

A proposta de Campinas prevê a permissão de eventos corporativos e sociais. Porém com controle de entrada e todas as medidas de segurança necessárias. Ou seja, sem aglomeração e com uso de máscara e álcool em gel. 

Esportes coletivos devem retornar também. Porém sem a torcida para controlar o número de pessoas no mesmo ambiente e manter o distanciamento. 

Shows com público em pé , torcidas e pistas de dança estão proibidos em qualquer tipo de evento, inclusive os já autorizados (veja mais detalhes abaixo) 

"É uma sugestão que Campinas está fazendo. Entendemos que cada cidade tem autonomia, mas vamos apresentar o modelo às cidades da RMC antes de publicar o decreto. Importante manter as orientações", disse o prefeito Dário Saadi. 

As medidas valem a partir do dia 17 de agosto, conforme o Plano São Paulo, do governo do Estado, e os detalhes serão publicados em decreto no Diário Oficial do Município. 

"Este modelo que estamos preparando está longe de ser considerado liberação geral. São medidas que temos que adotar e deixar claro que este ano o uso de máscara ainda será fundamental, não deveremos tirar", disse o secretário de Saúde, Lair Zambon. 

Os protocolos com as regras para eventos e esportes coletivos serão publicados em breve no portal da Prefeitura de Campinas, no https://covid-19.campinas.sp.gov.br/ 

REGRAS GOVERNO DO ESTADO 

De acordo com o anúncio da gestão Doria, no dia 17 de agosto começa a liberação. Os eventos sociais, museus e feiras corporativas com controle de público estarão liberados, desde que não gerem aglomerações e que possuam e sigam os protocolos de higiene. 

Você viu?

Já os shows com público em pé, torcidas e pistas de dança continuam vedados por enquanto, por conta do risco de aglomeração de pessoas. No entanto, a previsão é que esses eventos retomem a partir de novembro (leia mais abaixo). 

Entre os protocolos gerais que devem ser seguidos, estão o uso obrigatório de máscara em qualquer ambiente, distanciamento de 1 metro e vedação de aglomerações de qualquer natureza.   

Além disso, para que essas regras sejam liberadas, é preciso que 100% da população adulta tenha acesso a 1ª dose da vacina contra a covid. 

EM NOVEMBRO 

O governo estadual também anunciou um planejamento a partir do dia 1º de novembro. A partir desta data, estarão liberados todos os tipos de evento com controle de público, inclusos shows em pé, torcidas e pistas de dança. No entanto, o uso de máscaras continuará obrigatório, assim como o respeito aos protocolos de higiene. 

Além disso, os eventos e shows sem controle de público continuarão vedados. Estas regras poderão valer quando 100% dos adultos tiverem acesso ao esquema vacinal completo. 

Sobre o uso de máscara, o estado vai manter o uso obrigatório para evitar um novo aumento de casos.   

"Por mais alegria que tenhamos e com esperança, com a retomada da economia, ainda precisaremos usar máscara. Haverá um momento que poderemos anunciar que não será mais necessário o uso de máscara no cotidiano. Pode ser que se mantenha em transportes coletivos, por exemplo. Como medida de proteção", disse o governador João Doria (PSDB). 


PROPOSTA DE CAMPINAS 

Eventos corporativos e sociais (formaturas, casamentos, aniversários)
- Controle de entrada (nos corporativos, evitar fila);
- Planilha dos participantes (nos corporativos);
- Disponibilizar álcool gel; distância mínima de um metro;
- Uso de máscara;
- Sem aglomeração;
- Respeito aos protocolos sanitários e vacinação dos participantes, 
- Trabalhadores e prestadores de serviços.
- Nos eventos sociais as mesas com distância mínima de um metro e proibição de pista de dança e aglomeração. 

Esportes coletivos 
- Proibido torcida, vedada aglomeração;uso de máscara; 
- Protocolos sanitários e vacinação dos participantes, trabalhadores e prestadores de serviços. 
- Também é recomendado triagem dos sintomas antes do início da atividade; 
- Avaliação de contatos; planilha dos participantes; 
- Verificação de temperatura; 
- Preferência ao ar livre; 
- Portas e janelas abertas; 
- Uso individual de objetos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários