Campinas enviou para o fim da fila 377 'sommeliers de vacinas'
Reprodução: ACidade ON
Campinas enviou para o fim da fila 377 'sommeliers de vacinas'

A cidade de Campinas enviou 377 moradores para o final da fila da vacinação contra a covid-19 após eles se recusarem a tomar o imunizante oferecido - os chamados "sommeliers de vacina". Os dados são da secretaria municipal de Saúde e foram registrados até o dia 8 de agosto.

O balanço anterior da pasta, divulgado no dia 22 de julho, indicava que 59 pessoas recusaram a vacina. Isso significa que, no período, o número de desistência por causa da marca do imunizante aumentou mais de seis vezes na cidade e mesmo com o anúncio de punição.

FINAL DA FILA

A punição para quem recusa a vacina por causa da marca do imunizante foi adotada pela Prefeitura no dia 9 de julho. Agora, essas pessoas receberão a vacina após toda população de Campinas acima de 18 anos for imunizada.

Segundo a Administração, medida foi inserida na cidade após a secretaria registrar recusa por parte de moradores que tentavam escolher a vacina a ser aplicada. A pessoa que recusar a dose oferecida assina um termo assumindo a responsabilidade pela sua decisão. Caso se negue, duas testemunhas assinam o documento.

A mesma medida foi tomada em vários municípios do Estado e também no Brasil.

FALTAS E JUSTIFICATIVAS

O balanço de hoje apontou ainda que 4.166 moradores agendaram a vacina pelo sistema on-line ou telefone e não compareceram no dia da imunização contra a covid. Deste total, 198 pessoas deram justificativa para a falta.

Aquele que faltar no dia vacinação fica suspenso por 30 dias, sem conseguir fazer novo agendamento. Caso o morador não concorde com a punição, poderá entrar com um pedido de revisão no Protocolo Geral da Prefeitura.

Você viu?

A secretaria também orientou que pessoas que sentirem sintomas de gripe no dia ou dias antes da vacina marcada, devem fazer o cancelamento do agendamento da vacina. Vale destacar que pessoas com sintomas de gripe não podem ser vacinadas contra a covid-19.

PESQUISA

Uma pesquisa feita pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) em parceria com o Instituto FSB mostra que o "sommelier de vacina é uma exceção e o brasileiro vai se vacinar contra o coronavírus, independentemente da marca da vacina.

De acordo com os resultados, 90% da população quer se vacinar mesmo que seu imunizante de preferência não esteja disponível. O levantamento mostra que 43% até gostariam de escolher, no estilo sommelier de vacina, mas apenas 9% dizem que deixariam de se vacinar caso o imunizante oferecido não fosse o de sua preferência.

Foram entrevistadas 2 mil pessoas nos 26 estados e no Distrito Federal, entre 12 e 16 de julho de 2021. A margem de erro é de dois pontos percentuais, com intervalo de confiança de 95%.


VACINAÇÃO

Até o momento, 1.028.293 aplicações de vacinas contra a covid-19 foram feitas na cidade. Deste número, foram 739.047 aplicações de 1ª dose e 264.008 de 2ª dose. De doses únicas, foram 25.238 imunizações.

ACIMA DE 18 ANOS

Hoje, Campinas abre o agendamento para maiores de 18 anos sem doenças prévias, que devem ser vacinados até o dia 17 de agosto, de acordo com a previsão estadual.

O BALANÇO

Levantamento de 09/07 a 08/08 de 2021

- Recusas: 377

- Faltas: 4.166

- Justificativas: 198

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários