Morcego é capturado com raiva em Campinas e Saúde faz ação de bloqueio. (Imagem ilustrativa)
Carlos Bassan/PMC/Arquivo
Morcego é capturado com raiva em Campinas e Saúde faz ação de bloqueio. (Imagem ilustrativa)


Após um morcego testar positivo para raiva, a secretaria de Saúde, por meio das Vigilâncias em Saúde Norte e Sul e Centros de Saúde São Bernardo e Aurélia, começa nesta semana uma ação de bloqueio contra a doença na Vila Teixeira.

Até sexta-feira (20), os agentes comunitários de saúde e de controle ambiental vão percorrer, durante o período da manhã, 45 quarteirões orientando os moradores de cerca de 1,6 mil imóveis.

Segundo a veterinária da Visa Norte, Tosca de Lucca, em caso de encontrar morcegos mortos ou com comportamento estranho, a população deve acionar a UVZ (Unidade de Vigilância em Zoonoses) por meio do telefone (19) 3245-1219, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Fora destes horários, o plantão da UVZ pode ser acionado por meio da Defesa Civil, pelo telefone 199. É considerado comportamento estranho o morcego que voa durante o dia, que fica pendurado em locais com a incidência direta de luz solar, que fique dentro de residências ou caído no chão.

Você viu?

ORIENTAÇÃO

A orientação da Secretaria de Saúde é nunca tocar em um morcego (vivo ou morto). Por serem animais silvestres de extrema importância para o meio ambiente, matar um morcego é considerado crime ambiental.


Além das orientações, os agentes vão verificar com os moradores se anteriormente houve aparecimento de morcegos com comportamento alterado e se há cães ou gatos em casa. "Vamos avaliar cada caso e, se houver necessidade, serão feitas doses de reforço da vacina antirrábica", disse a veterinária.

CASOS

A raiva é uma doença letal em praticamente 100% dos casos, inclusive nos humanos. Em Campinas, o último caso da doença em humanos aconteceu em 1981.

Entre 2014 e 2016, o município registrou três casos de raivas em animais domésticos (dois gatos 2014 e 2016 - e um cão - 2015), que foram infectados por morcegos.

A vacinação contra a raiva é realizada por agendamento na UVZ. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h. A marcação do horário deve ser feita pelo telefone (19) 3245-1219.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários