Vacinação em Campinas.
Eduardo Lopes/PMC
Vacinação em Campinas.


Você viu?

A secretaria de Saúde de Campinas anunciou no final da tarde de hoje (24) que não vai pedir comprovante de vacinação contra a covid-19 para que as pessoas tenham acesso a eventos, bares, restaurantes, shoppings e outros estabelecimentos fechados na cidade.

A intenção era dificultar a circulação de pessoas não vacinadas em ambientes fechados o que pode aumentar o risco da disseminação do coronavírus.

Ontem, a pasta havia afirmado ao ACidade ON que estudava a possibilidade de adotar a medida após a Prefeitura de São Paulo anunciar que adotaria o "passaporte da vacina" a partir de 30 de agosto. Logo após o anúncio, a capital voltou atrás e anunciou que a medida não será mais obrigatória.

Em Campinas, o Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde) disse que "as medidas recomendadas pelas autoridades mundiais de Saúde são o uso de máscara, higiene das mãos e distanciamento. Além disso, as vacinas protegem contra os casos graves e mortes pela doença, mas não impedem completamente a transmissão do vírus".

APLICATIVO 

Apesar de a exigência do comprovante estar descartada, a Prefeitura informou hoje que estuda, por meio da IMA (Informática dos Municípios Associados), desenvolver um aplicativo que será disponibilizado à população para emitir o documento.



A pasta esclareceu que, neste momento, as pessoas que precisarem do comprovante de vacinação podem acessar o Conecte SUS, do Ministério da Saúde, ou o aplicativo do Poupatempo para ter o comprovante digital. Ou ainda, apresentar o comprovante da vacinação entregue nos postos da imunização.

VACINAÇÃO


Até terça-feira (24), Campinas aplicou mais de 1,2 milhão de doses da vacina contra o novo coronavírus, sendo que foram 803.747 primeiras doses, 373.949 segundas doses e 28.728 doses únicas. A imunização só é considerada completa quando a pessoa recebe as duas doses das vacinas Astrazeneca ou Coronavac e dose única da Janssen.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários