Idosos tiveram a opção de receber a vacina dentro do carro.
Fernanda Sunega/Prefeitura de Campinas
Idosos tiveram a opção de receber a vacina dentro do carro.


Campinas tem 4.157 idosos, acima de 60 anos, que estarão aptos a serem vacinados com a terceira dose da vacina contra a covid-19 a partir do mês que vem , segundo informou a secretaria de Saúde a pedido do ACidade ON . A dose de reforço foi anunciada pelo governo do Estado ontem (25) e tem previsão de início a partir do dia 6 de setembro.

Segundo o governo estadual, poderão tomar a dose adicional idosos com 60 anos ou mais que tenham sido vacinados com a segunda dose de qualquer imunizante há pelo menos seis meses. No estado, é estimado que 900 mil pessoas poderão tomar a terceira dose. 

De acordo com a Prefeitura de Campinas, ainda não há uma definição sobre a convocação para a imunização em terceira dose desse público. O protocolo deve ser divulgado em breve, e a Prefeitura ainda aguarda ser comunicada pelo Estado.

NÚMERO AINDA BAIXO

Ao todo, a população de idosos com mais de 60 anos em Campinas é estimada em 146,5 mil pessoas. 

De acordo com a secretaria de Saúde de Campinas, o número dos que poderão tomar a terceira dose ainda é baixo visto que grande parte dos idosos ainda não completaram seis meses desde a imunização completa, mesmo os vacinados com a Coronavac, que têm intervalo menor. 

Para ter seis meses completos em 6 de setembro, a pessoa tem que ter recebido a segunda dose até o dia 6 de março. 

Segundo o último boletim epidemiológico divulgado nesta semana, em todas as faixas etárias de idosos a cobertura vacinal em segunda dose já está completa, ou seja, mais de 100% do público estimado em Campinas já tomou as duas doses da vacina. 

Você viu?

O ANÚNCIO

O anúncio do governo paulista aconteceu ontem poucas horas após o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmar que a terceira dose da vacina contra o coronavírus começará a ser aplicada em idosos e em imunossuprimidos a partir do dia 15 de setembro. 


Segundo o governo, o objetivo principal é garantir proteção adicional à população mais vulnerável a variantes mais contagiosas do coronavírus, como a delta. O governo do Estado também pediu mais vacinas ao Ministério da Saúde para antecipar a segunda dose dos públicos restantes. 

"Desde a semana passada, o Comitê Científico vem discutindo com a área da Saúde a proteção das pessoas com mais idade. Essa decisão foi finalizada hoje pela manhã para aumentar a proteção das pessoas com mais de 60 anos", disse o governador. "É uma importante decisão tomada pelo Governo do Estado de São Paulo", acrescentou Doria. 

"Além de proteger a população adulta com a cobertura de segunda dose, é importante também aumentar a proteção dos grupos mais vulneráveis que têm maior chance de, eventualmente, ter um quadro mais grave, com uma dose adicional. Após seis meses, há evidência de uma possível queda de proteção e isso se aplica a todos os imunizantes", afirmou Paulo Menezes, Coordenador do Comitê Científico. 

COMO VAI FUNCIONAR

A Secretaria da Saúde disse que já preparou uma nova carteira de vacinação para os idosos que vão receber a terceira dose a partir de setembro. Não haverá necessidade de novo cadastro no Vacina Já, para a dose adicional, bastando comparecer a qualquer posto de vacinação com o comprovante do esquema de imunização completo há seis meses.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários