Guarani paga salários atrasados e vai sem pendências para o dérbi contra a Ponte.
Reprodução
Guarani paga salários atrasados e vai sem pendências para o dérbi contra a Ponte.


Diferente da Ponte Preta, que vem sofrendo constantemente com atrasos salariais, o Guarani colocou os vencimentos dos jogadores em dia antes do dérbi de Campinas, marcado para esta sexta-feira, no estádio Moisés Lucarelli, pela 24.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Com o dinheiro da venda judicial do estádio Brinco de Ouro da Princesa, o Guarani pagou os direitos de imagem e o valor referente a carteira de trabalho (CLT) que estavam atrasados.

Leia Também

"O Guarani informa que pagou os direitos de imagem, acordos e CLT dos atletas profissionais. O dinheiro da venda judicial é pago no dia 15 para a justiça trabalhista que libera em cerca de 5 dias úteis, quitando o restante dos salários, ficando 100% em dia", comunicou o presidente do Conselho Fiscal, Fábio Araújo.


O pagamento dos salários atrasados d eixa os jogadores bugrinos ainda mais tranquilos para desempenharem um bom futebol diante do maior rival e, quem sabe, encerrar um jejum de 12 anos sem vencer no Moisés Lucarelli.  

"Já tem um certo tempo, então já está na hora de se quebrar isso. Então a gente sabe que vai ser um jogo difícil, mas a gente vai para buscar os três pontos e quebrar esse tabu", disse o atacante Bruno Sávio.

Na briga por uma vaga no G4 da Série B, o Guarani está em sexto lugar com 37 pontos, três a menos que o quarto colocado CRB.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários