Vereador Marcelo Silva durante reunião na Câmara de Campinas (Foto: Diretoria de Comunicação Institucional da CMC)
Vereador Marcelo Silva durante reunião na Câmara de Campinas (Foto: Diretoria de Comunicação Institucional da CMC)

A criação do Banco de Materiais de Construção de Campinas será um dos itens discutidos na 13ª reunião ordinária da Câmara de Campinas na noite desta quarta-feira (15). 

Leia Também

O PL (Projeto de Lei) que será discutido em votação final prevê que materiais doados por empresas, moradores e órgãos públicos da cidade sejam distribuídos para a população vulnerável cadastrada na Prefeitura para colaborar com a construção ou reforma de moradias.

"É uma proposta pioneira. Assim como tem o banco de alimentos do Ceasa, a ideia é recolher esse material, uma vez que há um volume grande de sobras não utilizadas em obras particulares, e doar para as pessoas que perderam suas casas, que tem necessidade de material para construção", explica o vereador Marcelo Silva (PSD), autor do PL.

PROGRAMA MULHER VIVA

Outra iniciativa prevista na pauta é a criação do Programa Mulher Viva, que tem a intenção de apoiar mulheres em situação de violência doméstica e familiar. A proposta de autoria das vereadoras Paolla Miguel e Guida Calixto, ambas do PT, será analisada em primeira discussão pelos membros da casa.

A ideia é desenvolver e fortalecer ações para a promoção da autonomia financeira das mulheres em situações vulneráveis, promovendo medidas de qualificação profissional, de geração de emprego e renda e de inserção no mercado de trabalho.

SESSÃO PRESENCIAL

A sessão desta noite será a 13ª reunião presencial do ano, com a participação do público nas galerias, respeitando todos os protocolos sanitários e limitado a 35% da capacidade do Plenário.

A TV Câmara Campinas transmite a reunião ao vivo, a partir das 18 horas, em sinal digital aberto 11.3, pelo canal 4 da NET e 9 da Vivo Fibra além de retransmissão em tempo real pelo streaming do site oficial e redes sociais do Legislativo e da TV, e ainda via YouTube. 



ÚLTIMA SESSÃO

Na última sessão ordinária, na segunda-feira (13) os vereadores de Campinas aprovaram por unanimidade o uso dos recursos do FICC (Fundo de Investimentos Culturais do Município de Campinas) neste ano para financiar o Prêmio Cultura Presente, recém-criado para apoiar o setor que foi diretamente afetado pela pandemia.

Segundo o líder do governo na Câmara, Luiz Rossini (PV), o projeto de lei do Executivo que teve o aval dos 27 membros da Casa presentes altera um artigo da lei de 2005 para permitir que os recursos sejam usados para subsidiar a iniciativa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários