Vacinação contra a Covid-19.
Eduardo Lopes/PMC
Vacinação contra a Covid-19.


Com o avanço da vacinação contra a covid-19 em Campinas, a morte pela doença de pessoas com mais de 60 anos na cidade caiu 99,7%. O percentual foi divulgado nessa sexta-feira (17) pelo Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde) durante live da Prefeitura com a participação do prefeito Dário Saadi (Republicanos) e representantes da pasta da Saúde.

O Devisa divulgou que, em março - o mês mais letal de covid em Campinas -, 642 pessoas com mais de 60 anos morreram por conta da doença. Já, em agosto, foram 87. O mês de setembro registrou duas mortes até hoje.

Segundo a pasta, a queda ocorre de forma linear desde abril, quando a vacinação nesta população tinha atingido 30% do total. Desde então, conforme a vacinação avançou, o número de óbitos apresentou queda.

Segundo o levantamento, de forma geral, a secretaria de Saúde indicou que os indicadores do coronavirus e dos atendimentos de síndrome respiratória tiveram uma redução na cidade.

Leia Também

OS CASOS

Além da redução em mortes, houve queda em casos de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) em Campinas no período de março até hoje em maiores de 60 anos.

Em março, o Devisa registrou 1.402 casos nessa faixa etária, enquanto em agosto foram 264 e em setembro, até esta sexta-feira, foram 11. A queda é de 99,2% neste período.

O mesmo ocorreu no atendimento de sintomáticos respiratórios em CS (Centro de Saúde) e PA (Pronto-Atendimento) por semana. Entre 29 de agosto e 16 de setembro, a queda foi de 26,4%. O número passou de 5,1 mil atendimentos para 3,8 mil casos.

"Toda pessoa que chegar com sintomas respiratório nós monitoramos. Desta última semana, os dados estão incompletos, mas falta só o dia de hoje. Não sobe mais tanto. Além disso, entre os casos atendidos, a maioria dos casos estão sendo não covid. Só 20% dos casos respiratórios são covid", disse a diretora do Devisa, Andrea von Zuben.

REDUÇÃO DE LEITOS

Por conta dessa melhora nos índices da pandemia em Campinas, a Prefeitura anunciou nesta semana redução nos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de covid-19. Isso ocorreu na segunda-feira (13) e nove leitos foram transformados em atendimento geral.


Segundo Andreia, isso foi feito por conta do arrefecimento da pandemia - inclusive, a taxa de transmissão hoje está em 0,8 na cidade, o que significa que retrocesso da doença.

"Os números são muito positivos. A vacinação é uma medida eficaz. Muita gente fica em dúvida de qual vacina tomar, mas independente de qual, a redução (de casos e mortes) é clara para qualquer uma das vacinas disponíveis", disse ela.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários