Prefeito de Campinas testou positivo para a Covid-19 e segue internado.
Divulgação/PMC
Prefeito de Campinas testou positivo para a Covid-19 e segue internado.


Infectado com covid-19 e internado desde a noite de quinta-feira (23), o prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos), apresentou nova melhora no quadro clínico, segundo o boletim médico divulgado nesta terça-feira (28) pelo hospital Vera Cruz Casa de Saúde. 

"O Excelentíssimo prefeito de Campinas, Dário Saadi, permanece internado em leito de enfermaria, isolado, sem intercorrências no período, evoluindo de maneira satisfatória", diz a nota encaminhada pelo hospital, durante a manhã de hoje.  

Segundo o Vera Cruz, o prefeito está em fase final de terapia medicamentosa "mantendo curva de melhora laboratorial contínua".  O prefeito foi diagnosticado com uma pneumonia secundária à covid-19.

FREQUÊNCIA CARDÍACA 

No boletim de ontem cedo, o hospital havia informado que Dário precisou ser encaminhado para leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) durante a madrugada de segunda-feira (27) após apresentar piora na frequência cardíaca. 

Segundo o boletim médico, Dário apresentou redução da frequência cardíaca na noite de domingo, foi para a UTI por precaução, mas já voltou a leito de enfermaria, onde permanece até agora.  

Às 16h, novo boletim médico foi divulgado e informou que Dário continua internado em leito de enfermaria do hospital, em isolamento. "Após breve passagem pela UTI para monitorização, sendo descartadas complicações cardiológicas da covid-19", disse a nota. 

CONFIRMAÇÃO E MONITORAMENTO

O prefeito de Campinas apresentou sintomas gripais no dia 20 de setembro e suspendeu a agenda pública na data. Dário teve resultado positivo para a doença em 21 de setembro. Dois dias depois, foi internado para exames após relatar cansaço ao longo do dia.



Por conta da internação por covid-19, Saadi pediu afastamento do cargo por 15 dias desde o dia 23. O vice-prefeito Wanderley de Almeida (PSB) está a frente da Prefeitura de Campinas neste período.

Por causa do diagnóstico positivo do prefeito, o Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde) informou que "monitorou pessoas que tiveram contato próximo". De acordo com o posicionamento, ninguém apresentou sintomas, ou precisou ser afastado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários