Campinas vacina pessoas sem agendamento e antecipa 2ª dose da Pfizer neste sábado
Reprodução: ACidade ON
Campinas vacina pessoas sem agendamento e antecipa 2ª dose da Pfizer neste sábado



A Prefeitura de Campinas vai fazer neste sábado (23) uma ação de vacinação para atingir pessoas que ainda não receberam nenhuma dose da vacina contra a Covid-19 na cidade e antecipar as segundas doses da Pfizer para moradores adultos que já tenham se vacinado há 21 dias.

Durante a ação, denominada "Campinas Vacina Mais", que acontece em 10 CSs (Centros de Saúde), as doses serão aplicadas sem necessidade de agendamento. A expectativa é aplicar cerca de 3 mil doses do imunizante da Pfizer (veja locais e horários abaixo). 

Segundo a secretaria de Saúde, o objetivo da ação é vacinar o público que ainda não agendou a imunização. Também poderão receber a dose de reforço (chamada terceira dose) pessoas que já receberam a segunda dose há mais de seis meses. 

De acordo com a diretora do Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde), Andrea Von Zuben, o principal público alvo da ação é de jovens de 18 a 29 anos, que têm cobertura vacinal completa abaixo de 50%. 

"Nós estamos com disponibilidade de doses e vagas que não foram preenchidas no agendamento. Para otimizar essas doses, vamos aproveitar o fato de o Estado ter diminuído o intervalo da Pfizer para 21 dias no caso de adultos e, dessa forma, dar a oportunidade da antecipação e também para a dose adicional e primeira dose", disse. 

Ela ressalta ainda que a faixa etária que mais preocupa é a de 18 a 24 anos, que tem 70,4% de cobertura da primeira dose e 44,6% de segunda. "Esta faixa etária é a que mais aglomera em baladas. Temos vacinas que estão salvando vidas e diminuindo as internações. Não tem motivo optar por não se vacinar", disse. 

Segundo a secretaria de Saúde, a antecipação da dose da Pfizer em demanda espontânea (indo até o posto de saúde) será feita somente neste sábado. A partir da próxima semana, a Prefeitura deve autorizar a antecipação mas por meio do sistema de agendamento. 

QUEM PODE

Poderão se vacinar indo ao Centro de Saúde neste sábado: 

Leia Também

- Pessoas maiores de 18 anos que receberam a primeira dose da Pfizer há pelo menos 21 dias 

Leia Também

- Adolescentes a partir de 12 anos e adultos que ainda não se vacinaram em 1ª dose 

- idosos a partir de 60 anos que completaram a imunização há pelo menos seis meses, pessoas com alto grau de imunossupressão que receberam a segunda dose há 28 dias e trabalhadores da área de saúde para dose adicional. 

ONDE VACINAR

Ficarão abertos durante este sábado 10 Centros de Saúde. Pessoas que precisam receber primeira dose ou estão em data para a segunda ou terceira dose, podem procurar as unidades em demanda espontânea, ou seja, sem precisar de agendamento. 

Veja as unidades e os horários de funcionamento: 

CS Costa e Silva 8h às 17h
CS Taquaral 8h às 17h
CS Vila Ipê 8h às 17h
CS Vila Rica 8h às 15h
CS Aurélia - 8h às 12h
CS União dos Bairros - 8h às 12h
CS Santa Lúcia - 8h às 12h
CS Aeroporto - 8h às 12h
CS Santo Antônio 8h às 12h
CS Valença 8h às 12h 

O QUE PRECISA

As pessoas que forem receber a primeira dose ou dose adicional devem levar os documentos determinados para cada grupo no site .

Quem for antecipar a segunda dose da Pfizer, precisa levar documento de identidade, CPF e carteira de vacinação. É necessário ter mais de 18 anos e ter recebido a primeira dose há pelo menos 21 dias.



Adolescentes

Os menores de idade deverão estar acompanhados do pai, mãe ou responsável legal. Se estiverem sozinhos, precisarão apresentar um termo de consentimento assinado por eles. O modelo também está disponível no https://vacina.campinas.sp.gov.br .

Os adolescentes até 17 anos serão imunizados com a vacina da Pfizer, única aprovada pela Anvisa para a faixa etária. Para esta faixa etária não é permitida a antecipação do intervalo da segunda dose para 21 dias. 

AÇÃO DE BUSCA

Ainda segundo a secretaria de Saúde, a partir da próxima semana a Prefeitura vai fazer ações em conjunto, reunindo diversas secretarias com objetivo de fazer uma busca ativa do público ainda não vacinado. A ação deve contar com disparos de mensagens por WhatsApp e SMS, e abordagens de equipes da assistência social.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários