Vacinação em Campinas.
Carlos Bassan/PMC
Vacinação em Campinas.

A cidade de Campinas está em 365º no ranking de cobertura vacinal completa contra covid-19 lançado hoje (27) pelo governo estadual. O levantamento leva em consideração todas as cidades paulistas - sendo um total de 645 municípios.

De acordo com o ranking, Campinas tem 812.539 pessoas com o esquema vacinal completo, sendo que a população total é de 1,2 milhão de moradores. Com isso, a porcentagem é de 66,94%.

Sobre o ranking, a secretaria de Saúde de Campinas fez o contraponto de que o levantamento considera a população não vacinável, como pessoas com menos de 12 anos, e que a vacinação contra a covid-19 em Campinas está satisfatória (leia mais abaixo).

Para comparação com o município, Guarulhos, que tem 1,3 milhão de habitantes, está com 60,27% da população com esquema vacinal e aparece em 577º lugar. São 838.990 moradores que completaram a imunização contra o coronavírus.

Já a capital, está em 248º no ranking, com um total de 8,6 milhões de pessoas com esquema vacinal completo. A porcentagem é de 70,05%. A população é de 12,3 milhões.

O RANKING

De acordo com o ranking estadual, o primeiro lugar é ocupado por Uru, da região de Bauru, que já tem mais de 96% de seus adultos completamente imunizados.

Na sequência, aparecem respectivamente Adolfo, Turmalina, e Dolcinópolis, todas da região de Rio Preto e com mais de 92% de cobertura. Parisi, também desta região, tem 91%.

O percentual é calculado em função da estimativa populacional e do total de pessoas que já concluíram o esquema vacinal indicado nas bulas dos fabricantes dos imunizantes e pelo PNI (Programa Nacional de Imunizações), conforme dados reportados pelos próprios municípios na plataforma estadual VaciVida.

OS DADOS

Os dados de vacinação são obtidos a partir dos registros feitos pelas cidades no VaciVida, sistema que deve ser atualizado preferencialmente no mesmo dia da aplicação da segunda dose, uma vez que a falta de cadastro em tempo oportuno pelos municípios no sistema impacta na visualização adequada dos dados pelo PEI (Plano Estadual de Imunização).

Conforme a Resolução SS 59, que normatiza a atualização dos dados da campanha na plataforma, os municípios devem reportar tais dados em até 72 horas.

A PREFEITURA DE CAMPINAS


Sobre o ranking, a coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Campinas, Valéria Correia de Almeida, diz que o ranking não leva em consideração a pirâmide etária de cada município, que pode colocá-lo em uma posição inferior por conta de uma população maior não vacinável.

"Se a gente pegar toda a população, incluindo os bebês e recém-nascidos, vamos ter essa cobertura vacinal de toda a população (indicada no ranking estadual). Só que, em Campinas, temos um percentual muito grande da população que é menor de 12 anos, que não é vacinável. São 186 mil crianças entre 0 e 11 anos. Temos ainda, entre 12 e 17 anos, cerca de 110 mil adolescentes que ainda não recebeu vacinas para iniciar o esquema vacinal de adolescentes" , explicou.

Leia Também



Ela também considerou que em municípios menores, a população idosa geralmente é maior, o que beneficia o posicionamento no ranking, uma vez que essa faixa etária foi a primeira a receber a vacina contra a covid. Ela também considerou que os dados populacionais usados atualmente estão defasados, uma vez que são do Censo de 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

"Estamos muito satisfeitos com a vacinação em Campinas. Temos feita muitas análises. Na população vacinável, acima de 12 anos, o nosso dado aponta que temos 64% de cobertura vacinal"
, afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários