Trânsito em Campinas.
Emdec
Trânsito em Campinas.


Para tentar reduzir mortes de motociclistas no trânsito da cidade , Campinas criará 10 "faixas de espera" exclusivas para motos em cruzamentos semafóricos. O espaço ficará localizado entre a faixa de pedestre e a área de parada dos demais veículos.

A ação faz parte da campanha "3Rs - Respeite, Repense, Reduza", lançada nesta quinta-feira (4) pela Administração e Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas).

No total, serão 10 pontos que receberão a "faixa de espera". As áreas foram selecionadas baseadas em dados de acidentalidade e deverão ter a faixa implantada em dezembro.

A área de retenção de motociclistas foi inspirada na capital paulista que já utiliza esse modelo, na região, Valinhos também possui o modelo. Segundo a Edemc, a criação da área de espera dos motociclistas foi feita com base em um estudo da CET (Companhia de Engenharia de Trafego), de São Paulo, que apontou uma redução de acidentes com essa medida (leia mais abaixo).

FATAL

Segundo dados apresentados pela Emdec hoje, quase metade dos acidentes com vítimas fatais neste ano envolveram motociclistas em Campinas.

No total, 48% das mortes em acidentes de trânsito envolvem motos, sendo que este tipo representa 15% do número de veículos que circulam na cidade. Por conta dessa alta acidentalidade, foi lançada a campanha que terá uma série de ações, a princípio, ocorrendo durante três meses.

Leia Também

"Nós pretendemos manter essa campanha o máximo de tempo que a gente conseguir, para que possamos realmente entrar na cabeça das pessoas e reduzir os acidentes. Chegar a zero. Esse é o nosso objetivo", disse o secretário de Transportes, Vinícius Riverete.

Além das motos, ciclistas também poderão utilizar o espaço. "Antes da faixa de pedestre haverá uma faixa para os motociclistas e ciclistas, onde eles poderão ficar", explicou.

De acordo com o prefeito Dário Saadi (Republicanos), caso a faixa de espera apresente resultados positivos, ela pode ser adotada em outros pontos da cidade. O valor dos gastos com a campanha não foi informado pela Prefeitura.

OS DADOS

Segundo levantamento da Emdec, somente neste ano, foram 46 vítimas fatais no trânsito, sendo 25 nas vias urbanas e 21 nas rodovias. Motociclistas se envolveram em grande parte dos atropelamentos, de acordo com o levantamento.

Outra constatação dos dados é que 67% das mortes de motociclistas aconteceram aos finais de semana, sendo 40% no período da noite, das 20h à 1h da madrugada.

Entre os motociclistas que perderam a vida no trânsito:

- 89% eram homens,

- 81% jovens de 18 a 39 anos.

A velocidade e o álcool são os dois principais fatores de risco, ainda segundo o levantamento:

- 30% destes condutores apresentaram dosagem alcóolica, ou seja, usaram bebida alcoólica durante a direção.


CAMPANHA

A Campanha 3Rs é uma ação intersetorial que envolve a secretaria de Transportes, secretaria Saúde e secretaria de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública, a Emdec e a Prefeitura. A proposta é promover uma grande mobilização, com principal foco nos motociclistas, mas sem perder de vista os demais segmentos (motoristas, ciclistas e pedestres). A iniciativa integra o programa Vida no Trânsito de Campinas.

AS AÇÕES

Entre as ações nos próximos seis meses, estão previstas as faixas educativas, folhetos, letreiros de ônibus, palestras e blitz educativas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários