Pneus são mantidos em Câmara fria do terminal de cargas.
Giulia Rodrigues Silva/Divulgação Viracopos.
Pneus são mantidos em Câmara fria do terminal de cargas.


O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, já começou a receber equipamentos, peças e partes de carros de Fórmula 1 para o GP (Grande Prêmio) do Brasil, que acontece no autódromo de Interlagos, em São Paulo.

A corrida está marcada para domingo, dia 14 de novembro, mas o terminal de cargas já recebeu uma remessa de pneus. As caixas estão em uma câmara fria, porque os componentes precisam de condições especiais de armazenamento.

A chegada do material, no entanto, é apenas uma das etapas previstas para os próximos dias. Ao todo, 600 toneladas de equipamentos em seis aviões cargueiros devem chegar ao aeroporto entre segunda (8) e quarta-feira (10).

Segundo o diretor de operações de Viracopos, Marcelo Mota, o planejamento começou há pelo menos seis meses e envolve inúmeras conversas com os diretores da corrida e da organização dos grandes prêmios da modalidade.

"Uma operação desse porte e relevância envolve muitas reuniões feitas com antecedência. Por praticamente duas décadas Viracopos é escolhido para a chegada dos equipamentos da Fórmula 1. Como a gente tem experiência, temos a confiança de que o trabalho vai ser feito com toda a precisão possível", diz. 

Leia Também

OPERAÇÃO ESPECIAL

A preparação para a chegada de milhões de dólares em equipamentos e materiais envolve todos os setores do terminal aéreo e uma série de órgãos e corporações de segurança. O trabalho já foi iniciado nas últimas semanas.

No pátio de manobras dos aviões, por exemplo, foram montadas tendas e balanças de alto volume que servem para fazer a pesagem e a conferência de todas as peças. As estruturas provisórias de banheiros também estão prontas.

"Viracopos é usado pela Fórmula 1 pela importância e o diferencial logístico. Serão 110 viagens de carretas até o Autódromo de Interlagos. Temos um centro de operações com câmeras, vigilância e mobilização especial. E trabalhamos também com a Receita e a Polícia Federal", explica o diretor de operações.

Além de garantir que tudo esteja pronto para a chegada dos seis voos de grande porte, também é responsabilidade do aeroporto analisar e escolher os melhores horários para os pousos e as saídas das cargas em direção à capital paulista. 

Viracopos receberá seis voos com equipamentos da Fórmuma 1 (Foto: Giulia Rodrigues Silva/Divulgação Viracopos)
Viracopos receberá seis voos com equipamentos da Fórmuma 1 (Foto: Giulia Rodrigues Silva/Divulgação Viracopos)



MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS

Os seis aviões cargueiros com chegadas programadas para os três primeiros dias da próxima semana se somam a outros 51 com aterrissagens previstas para Viracopos. O fluxo é resultado do aumento causado pelas datas importantes para o comércio neste fim de ano, como a Black Friday e também o Natal.

"Vai ser uma semana animada também por conta da movimentação de 57 grandes cargueiros. Além dos seis da Fórmula 1, teremos uma série de voos regulares de importação e exportação, além de voos extras por conta da época do ano", afirma o diretor de operações do aeroporto, Marcelo Mota.

O fluxo é algo cotidiano devido à importância do aeroporto internacional para o escoamento de produtos acabados e de insumos para as linhas de produção da cidade, da região, do estado e do Brasil. "Em média, recebemos de 17 a 20 aviões de grande porte diariamente. É um movimento de praxe", finaliza o diretor.

ÚLTIMOS DADOS

O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, registrou alta de 50,54% no total de carga movimentada, em toneladas, no período de janeiro a agosto de 2021.



Segundo a concessionária Aeroportos Brasil Viracopos, o resultado foi comparado ao ano passado, mas também indica que o aeroporto teve os melhores oito meses desde o início da concessão, em 2013.

O levantamento informa que os resultados foram alavancados por altas nos setores de importação, exportação, remessas expressas (courier) e cargas nacionais (domésticas).

Com destaque para os segmentos de tecnologia, farmacêutico, químico, metalmecânico, vestuário, calçados, frutas, autopeças, automotivo e papelaria.

No total, foram embarcadas ou desembarcadas por Viracopos 232.445 toneladas, ante 154.411 toneladas no mesmo período do ano passado (somados os dados de importação, exportação, carga nacional e remessas expressas).

Leia Também

Viracopos receberá seis voos com equipamentos da Fórmuma 1 (Foto: Giulia Rodrigues Silva/Divulgação Viracopos)
Viracopos receberá seis voos com equipamentos da Fórmuma 1 (Foto: Giulia Rodrigues Silva/Divulgação Viracopos)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários