Cemitério da Saudade, em Campinas.
Carlos Bassan/PMC
Cemitério da Saudade, em Campinas.


A Prefeitura de Campinas tem registrado baixa procura pelo Auxílio Campinas Protege, que prevê o pagamento de R$ 1,5 mil para famílias com crianças órfãs de covid-19.

A lei foi sancionada no dia 15 de novembro e o benefício está estimado para 350 famílias. No entanto, até hoje, somente três procuraram o serviço.

A Prefeitura explica que o valor será dividido em em três parcelas de R$ 500,10. Ele será válido para famílias que tenham crianças e adolescentes com idade de até 17 anos e 11 meses, cujo detentor da guarda tenha falecido em virtude da covid-19. 

Serão beneficiárias as famílias que registraram óbito de um ou de ambos os pais a partir da vigência do estado de calamidade pública, decretado pelo município no dia 21 de março de 2020.  

"É muito importante que as famílias façam o cadastramento para receber o benefício. Nós da secretaria estamos fazendo busca ativa para que as famílias façam o cadastro e possam receber o auxílio já a partir de janeiro. Fazemos o apelo para que pessoas que conheçam famílias e divulguem o Campinas Protege, queremos ajudar o maior número de famílias possível", disse a secretária municipal de Assistência Social, Vandecleya Moro. 

Leia Também

COMO PEDIR O AUXÍLIO

Os beneficiários não precisarão entrar em filas para solicitar o auxílio. O pedido deve ser feito pelos WhatsApps do Cadastro Único: 

Cadastro Único WhatsApp Norte:  19 9-9392-4913
Cadastro Único WhatsApp Sul: 19 9-9443-8253
Cadastro Único WhatsApp Sudoeste: 19 9-9493-1419
Cadastro Único WhatsApp Noroeste: 19 9-9548-1412
Cadastro Único WhatsApp Leste: 19 9-9476-4677 

Leia Também

Pelo telefone, a pessoa será orientada quanto aos documentos necessários e o devido agendamento. 

CADASTRO ÚNICO

O Auxílio Campinas Protege será concedido a famílias já inscritas no Cadastro Único até a data do óbito, desde que tenham domicílio fixado há pelo menos um ano em Campinas e que se encontrem com renda de até meio salário mínimo (até R$ 606).


Nos casos de orfandade bilateral (quando ocorre o falecimento de ambos os pais), fará jus ao recebimento do Auxílio Campinas Protege a família extensa, detentora da guarda ou tutela da criança ou adolescente, desde que também esteja de acordo com o critério de renda. 

Nesse mês de janeiro, a UFIC passa para R$ 4,2084, o que leva o valor total do auxílio para R$ 1.666,53, com três parcelas de R$ 555,51. 

"Essa pandemia causou muito sofrimento e o benefício é uma forma de ajudar aqueles que perderam seus parentes a reorganizar suas vidas", afirmou o prefeito. Para a secretária municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, Vandecleya Moro, o Auxílio Campinas Protege é um marco: "a iniciativa mostra o compromisso desta Administração com o cuidado a quem está necessitando de ajuda, e a solidariedade do município", declarou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários