Volta às aulas será obrigatória a partir de quarta-feira (Foto: Eduardo Lopes/PMC)
Volta às aulas está marcada para 7 de fevereiro (Foto: Eduardo Lopes/PMC)

Leia Também

A Promotoria de Infância e Juventude de Campinas estipulou no final da tarde desta quinta-feira (20) um prazo de cinco dias para que a Prefeitura divulgue quantos alunos, profissionais de educação e funcionários de escolas municipais estão vacinados contra a covid-19.

O ofício do MP (Ministério Público) também solicita que a secretaria de Educação detalhe ao Conselho Tutelar se há alunos da rede que já poderiam receber a aplicação, mas que deixaram de ser imunizados sem uma justificativa por parte dos pais ou responsáveis.


"Na hipótese de crianças não vacinadas sem justificativa, considerando o disposto no artigo 4 e artigo 14 parágrafo primeiro, a ideia é que seja feita a comunicação ao Conselho Tutelar para a devida apuração e, se for o caso, comunicado ao MP para os fins do artigo 249, que trata de uma infração pelo descumprimento dos deveres inerentes ao poder familiar", diz.



O despacho foi encaminhado no mesmo dia em que a gestão municipal anunciou a manutenção da retomada das aulas presenciais para o dia 7 de fevereiro. Por esse motivo, o MP também quer acesso à lista de cuidados tomados pelas autoridades para o retorno.

Em nota, aecretaria Municipal de Educação informou que não foi oficiada do despacho até o fim da tarde desta quinta e que responderá os questionamentos "assim que isso ocorrer".
"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários