Campinas registra chuva de 1 mês em apenas 5 dias; veja previsão.
Reproduçã
Campinas registra chuva de 1 mês em apenas 5 dias; veja previsão.

Campinas registrou em apenas cinco dias o volume de chuva esperado para um mês. O balanço é da Climatologia. No período, de 30 dias, foram 302 milímetros de chuva, o que corresponde a 97,7% do que era previsto para janeiro - de 309 mm.

Com isso, o mês foi o mais chuvoso dos últimos cinco anos, segundo o levantamento. Na cidade, 12 casas chegaram a ser interditadas e duas estações elevatórias de esgoto da Sanasa foram invadidas pelo Rio Capivari.

Como a água alcançou um nível alto, a Sanasa teve que desligar a energia do local, para não correr ricos de acidentes. Porém, de acordo com a empresa que presta o serviço de água e esgoto em Campinas, o desligamento não causou prejuízos para a população.

PONTOS

A Prefeitura de Campinas, junto com a Defesa Civil, informou que acompanha os principais pontos afetados pelas chuvas dos últimos dias. A cidade segue em estado de atenção devido aos grandes volumes captados.

Entre as ações da Defesa, estão o trabalho de limpeza de córregos e de bocas de lobo, desassoreamento do piscinão da Norte-Sul com a Avenida Orosimbo Maia e a manutenção das galerias pluviais, especialmente nas áreas mais afetadas (veja previsão abaixo).

PREOCUPAÇÃO

A chuva constante tem causado preocupação em moradores de Campinas que moram próximos a córregos. Uma delas é a dona de casa Tereza da Silva, que teve prejuízos por conta de alagamentos.

"Quarta-feira já tinha enchido e agora vai ser desse jeito. Tem que subir tudo na casa para não molhar", disse. Ela e a família tem dormido poucas horas por dia, com medo e apreensão da água invadir a residência.

Leia Também

NA REGIÃO

As chuvas causaram estragos tanto em Campinas como em cidades da região. Em Monte Mor, 150 pessoas estão desalojadas e parte da cidade está debaixo d'água por conta de enchentes.

Três pontes foram arrastadas pela força das águas (Chácaras Pindorama, Fazenda Monte Mor, Ponte dos Tempranos). Mais três pontes foram danificadas (Jardim Moreira, Chácaras Miracatu e Chácaras Planalto), além de danos nas estradas rurais do município.

Por conta da situação, o governo de São Paulo anunciou a liberação imediata de R$ 1 milhão após transtornos em Monte Mor.

Já Sumaré registrou 101 mm de volume de chuva. Os bairros Três Pontes e Jardins Primavera, São Domingo e Basilicata sofreram com alagamentos, afetando 20 residências. 

Leia Também

NO ESTADO

No estado de São Paulo, as chuvas que atingiram diversas regiões já deixaram 21 mortos e cerca de 660 famílias desabrigadas ou desalojadas. As informações são da Defesa Civil, que confirmou os números na manhã desta segunda-feira (31), às 9h.

Entre as vítimas, há um total de oito crianças. Além disso, há seis feridos e 11 desaparecidos.



PREVISÃO

A previsão do tempo, até quarta-feira (2), é de chuva em Campinas. Essas chuvas são esperadas a qualquer hora e podem vir com intensidade moderada a forte em alguns momentos, favorecendo ocorrências de alagamento, transbordamento de córregos e enxurradas.

A informação é do Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura), da Unicamp.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários