Famílias ficaram desalojadas após chuvas em Monte Mor.
Defesa Civil de Monte Mor
Famílias ficaram desalojadas após chuvas em Monte Mor.


A Prefeitura de Monte Mor atualizou nesta segunda-feira (31) a situação da cidade após os transtornos causados pela forte chuva que atingiu a cidade no final de semana. Segundo a Administração, 150 pessoas estão desalojadas, após casas serem atingidas pela água.

Ao todo, segundo a Prefeitura, 20 pessoas foram atendidas e recebidas por equipes municipais , sendo que duas famílias (um casal e uma mãe com uma criança de colo) foram acolhidas na Escola Municipal Tereza de Lourdes Ferreira Penteado. 

"As demais famílias desalojadas estão em casas de parentes e amigos. Muitas famílias, com o apoio das equipes da Prefeitura, deixaram seus pertences em escolas municipais", explicou em nota divulgada. 

Ontem, o levantamento da Defesa Civil apontava 211 milímetros de chuva acumulados nas últimas 72 horas na cidade. As fortes chuvas, causaram alagamento nos bairros Jardim Capuavinha, Jardim Progresso, Jardim São José, Centro, Vila Farid Calil, e Chácaras Pindorama. Os bairros ficaram alagados por conta da cheia do Rio Capivari. 

Segundo a Defesa Civil do município, durante a manhã de hoje (31), o rio Capivari já tinha baixado cerca de 1 metro e seu volume segue reduzindo.

Leia Também

Famílias ficaram ilhadas em bairros de Monte Mor (Foto: Daniel Alves)
Famílias ficaram ilhadas em bairros de Monte Mor (Foto: Daniel Alves)

Leia Também

TRANSTORNOS 

Entre os municípios da região, Monte Mor é o que tem a situação mais grave. Mais cedo, a cidade ainda tinha seis bairros alagados, o que provocou transtornos aos moradores e motoristas na manhã desta segunda.

Segundo a Prefeitura, três pontes foram arrastadas pela força das águas (Chácaras Pindorama, Fazenda Monte Mor, Ponte dos Tempranos). Outras três pontes foram danificadas (Jardim Moreira, Chácaras Miracatu e Chácaras Planalto), além de danos nas estradas rurais do município. 

Durante a manhã, a área central da cidade estava com ruas alagadas. Segundo a Prefeitura, a Defesa Civil ainda estava sendo acionada para resgate de famílias que ficaram ilhadas. Vídeos mostram bairros e a rodoviária da cidade ainda alagados.


Por causa dos transtornos, a Prefeitura da cidade decretou na tarde deste domingo (30), estado de calamidade pública. Além do decreto, a Administração decidiu suspender o retorno às aulas na rede municipal de ensino que estava marcado para esta segunda-feira (31). 

Em nota a Prefeitura informou que durante a semana será informado qual a nova data para o retorno das aulas na rede municipal. A cidade está em estado de atenção devido as chuvas. 

Rodoviária da cidade ficou alagada (Foto: Defesa Civil)
Rodoviária da cidade ficou alagada (Foto: Defesa Civil)


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários