Cartaz foi colocado em frente à unidade.
Keny Ferraz
Cartaz foi colocado em frente à unidade.


O CS (Centro de Saúde) do Jardim Campina Grande, em Campinas, suspendeu parte do atendimento nesta segunda-feira (7). A paralisação ocorre após o vigilante da unidade sofrer ameaças de morte. 

Na última sexta-feira (4), um vigilante da centro de saúde foi agredido e ameaçado por um paciente. Segundo a secretaria de Saúde, um paciente se alterou, ameaçou o vigilante da unidade e fugiu. A Guarda Municipal e Polícia Militar foram chamadas e o profissional foi orientado a registrar um boletim de ocorrência.

Em um cartaz, colocado em frente à unidade na manhã de hoje, a equipe afirma que apenas a vacinação contra a covid-19, a farmácia, a aplicação de vacina BCG e consultas marcadas estão sendo realizadas.  

Leia Também

"Neste momento, a equipe se sente assustada e com medo para realizar os atendimentos (...) Retornaremos assim que tivermos uma posição dos nossos superiores", diz parte da mensagem do cartaz.

A empresa terceirizada que faz a segurança do CS afirmou que já trocou o vigilante de unidade. 

Leia Também

O QUE DIZ A ADMINISTRAÇÃO

Procurada pela reportagem, a secretaria de Saúde disse que repudia qualquer tipo de violência e que uma equipe do distrito de Saúde Noroeste está no CS Campina Grande para conversar com a equipe.   

"Todas as consultas agendadas, assim como serviços de vacinação, farmácia e urgências estão sendo atendidos normalmente. Apenas as demandas espontâneas foram suspensas temporariamente e devem ser retomadas ao longo da tarde", informou em nota.


Sobre a segurança no local, a secretaria Municipal de Segurança Pública disse que as rondas no local são constantes e serão reforçadas a partir desta segunda-feira.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários