Vítima que estava internada no Haoc, em Indaiatuba, teve alta hoje.
Divulgação
Vítima que estava internada no Haoc, em Indaiatuba, teve alta hoje.


O homem que foi baleado pela Guarda Municipal após esfaquear a ex-mulher em Indaiatuba teve a prisão preventiva decretada na tarde desta quarta-feira (2). Ele permanece detido em uma unidade do sistema penitenciário estadual.

Segundo a Polícia Civil, a conversão da prisão em flagrante para preventiva foi aceita pela Justiça após solicitação feita pela autoridade policial responsável. O acusado deve responder por tentativa de feminicídio.

Já a mulher, que recebeu mais de 15 facadas, segundo testemunhas, e perdeu um rim, teve alta hoje do hospital após ficar internada por cinco dias.

TENTATIVA DE FEMINICÍDIO

O caso aconteceu na última sexta (25). Um vídeo flagrou o momento em que o homem de 26 anos esfaqueia a vendedora de 21 anos. Ela é atacada pelo ex-marido em frente ao Haoc (Hospital Augusto de Oliveira Camargo) e tenta fugir enquanto é golpeada (veja abaixo). 


De acordo com uma testemunha, ela recebeu mais de 15 facadas e a Guarda Municipal, que estava com equipes no hospital, foi atrás do homem. Ele reagiu à abordagem e foi baleado na perna.

Leia Também



Tanto o ex-marido como a mulher foram internados no Haoc. A prefeitura informou que ferimento da arma de fogo não atingiu nenhum órgão do homem, apenas músculo, e por isso, ele não precisou passar por cirurgia. Já a vítima passou por cirurgia e foi necessária a retirada de um dos rins.

AMEAÇAS

Familiares e amigos da vítima disseram que ela relatou ter sofrido ameaças recentemente. A mulher e o suspeito têm uma filha de 3 anos. O caso foi registrado como tentativa de feminicídio no plantão policial de Indaiatuba. 


"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários