Cotuca retorna a prédio revitalizado oito anos após fechamento.
Reprodução
Cotuca retorna a prédio revitalizado oito anos após fechamento.


Oito anos após ser fechado para obras de revitalização, o prédio histórico do Cotuca (Colégio Técnico de Campinas), na região central de Campinas, foi reinaugurado na manhã desta sexta-feira (4). Apesar da reabertura do prédio hoje as aulas no local só começam na próxima segunda-feira (7). 

O prédio, localizado na Rua Culto à Ciência, chamado de "Complexo Bento Quirino", f oi esvaziado em 2014, após problemas estruturais, mas a reforma começou somente em 2020 . Ele é um colégio técnico estadual gratuito subordinado à Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). 

Desde então, as atividades da instituição aconteciam em um prédio alugado no bairro Taquaral, onde foram instalados provisoriamente as salas, laboratórios e a biblioteca. 

"O prédio do Cotuca ficou cerca de oito anos fechado por problemas estruturais. A devolução desse prédio é para os alunos, para Unicamp, professores e funcionários do Cotuca, e para própria região que perdeu muito por esse prédio ficar fechado tanto tempo", afirmou o reitor da Unicamp, Antônio José de Almeida, durante a reinauguração. 

A REFORMA

Leia Também

O prédio do Cotuca foi tombado como patrimônio histórico e restaurado em uma parceria entre a Campinas Decor e a universidade. No ano passado, o espaço recebeu a 25ª edição do evento considerado a principal mostra de arquitetura, decoração e paisagismo do interior paulista. 

Ao todo, foram investidos aproximadamente R$ 12 milhões na recuperação do imóvel e preparo do evento. O valor foi dividido entre organização, expositores, patrocinadores e fornecedores. 

VOLTA ÀS AULAS

Leia Também

Mantido pela Unicamp, o espaço volta a receber estudantes na próxima segunda-feira (7). Para a data, está prevista a apresentação do novo espaço e o acolhimento dos alunos. O colégio tem cerca de dois mil estudantes. 

"A volta presencial será feita de forma escalonada, respeitando os protocolos de segurança.", explicou o diretor de ensino, Luiz Seabra. 


O prédio tem 23 salas de aula, 21 laboratórios de ensino, biblioteca, refeitório, áreas de convivência e administrativas. No local serão realizados 17 cursos técnicos e quatro especializações, sete deles integrados ao Ensino Médio. 

HISTÓRICO

O prédio histórico foi construído em 1918, pelo engenheiro e arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo. A construção foi realizada com a recomendação de que ali funcionasse um colégio técnico, conforme testamento do vereador abolicionista Bento Quirino dos Santos, falecido em 1915. Em 1967 o Cotuca foi fundado e passou a funcionar nas instalações.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários