Hospital Metropolitano está liberado para atender pacientes
Divulgação/Prefeitura de Campinas
Hospital Metropolitano está liberado para atender pacientes


O Tribunal Regional do Trabalho de Campinas (TRT-15)  concedeu nesta terça-feira (23) uma liminar que suspende as obrigações trabalhistas da administração do Hospital Metropolitano . Com isso, fica resolvido impasse que impedia a Prefeitura de reabrir a unidade de saúde para o atendimento exclusivo de pacientes com Covid-19 .

Hospital de gestão privada, o Metropolitano interrompeu as atividades no início de março por causa de problemas financeiros, situação que gerou uma série de dívidas trabalhistas. Cerca de um mês depois, no dia 6 de abril, a Prefeitura de Campinas anunciou que iria alugar o local para reforçar o combate ao novo coronavírus .

Leia também:

Então, a 2ª Vara do Trabalho de Campinas determinou que o repasse do município ao hospital deveria ser totalmente destinado ao pagamento de dívidas trabalhistas no valor de cerca R$ 15 milhões.

Na última sexta-feira, Cyro José Ometto Connes, advogado que representa o hospital, protocolou um mandado para barrar a determinação, o que acarretou na liminar concedida nesta terça. O Metropolitano alega que não consegue sustentar a estrutura de atendimento sem o repasse do governo.

Urgência

Com a nova decisão, a Prefeitura deve colocar o hospital em funcionamento nos próximos dias, até em razão da urgência em disponibilizar mas leitos. Na segunda-feira (22), as vagas de UTI atingiram 89,2% de ocupação na soma das unidades privadas e estaduais de Saúde.

De acordo com anúncios feitos pela prefeitura ao longo da última semana, o Hospital Metropolitano deve operar com 15 de leitos de UTI e 28 de retagurada.

    Veja Também

      Mostrar mais