Prefeitura reforçou fiscalização em regiões comerciais
Carlos Bassan
Prefeitura reforçou fiscalização em regiões comerciais


O prefeito Jonas Donizette (PSB) anunciou, em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (26), que o comércio de rua e os shoppings de Campinas continuarão fechados até o dia 5 de julho, como medida para conter o avanço da Covid-19. Com  7.027 casos confirmados e 277 mortes causadas pelo doença , a cidade foi mantida na zona laranja, fase 2, do Plano SP, mas com recomendação de adotar as medidas da fase vermelha, fase 1.

Em quarentena desde o dia 23 março, Campinas reabriu parcialmente o comércio no dia 8 de junho, com a permissão do plano de retomada econômica do Estado de São Paulo . Duas semanas depois, o número de contaminados aumentou, e Jonas publicou um decreto, no último dia 20, que determinava o fechamento de shoppings e lojas de rua.

Leia também:

Você viu?

Inicialmente, o fechamento duraria uma semana, mas ao reavaliar a situação, a Prefeitura decidiu prorrogar a medida, assim como já havia avisado que poderia fazer. Agora, uma nova avaliação será feita até o dia 5 de julho , para decidir se a determinação será mantida ou flexibilizada.

Durante a coletiva, Jonas também anunciou que foi notificado pelo Estado de que Campinas continua na fase laranja do Plano SP , que permite o funcionamento de lojas, shoppings, escritórios, concessionárias e imobiliárias.

Com isso, assim como antes, a decisão de manter o fechamento é da Prefeitura, que tem autonomia para escolher se abre ou não os setores permitidos pelo plano do governo paulista.

Mais tarde, o Governo de São Paulo anunciou que a região de Campinas continua na zona laranja. A cidade de Campinas, no entanto, recebeu uma recomendação para adotar medidas da zona vermelha, fase 1, conforme disse Marco Vinholi, secretário de Desenvolvimento Regional do estado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários