Campinas continua com ocupação de UTIs no limite.
Divulgação/Unicamp
Campinas continua com ocupação de UTIs no limite.


Campinas tem 88,65% de ocupação em leitos de UTI exclusivos para pacientes com Covid-19 , conforme balanço divulgado nesta qurta-feira (08). O número engloba tanto as unidades da rede pública quanto as da rede privada. Em relação à terça-feira (07), cinco leitos foram desocupados, o que deixa um total de 43 vagas disponíveis.

O SUS estadual, formado pelo Ambulatório de Especialidades Médicas (AME) e pelo Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp, tinha 72 leitos ocupados na terça e, agora, tem 69, o que corresponde a 93% dos 76 leitos que tem em sua estrutura.

Leia também: Comitê define medidas para retomar aulas presenciais em setembro

Já ocupação no SUS municipal segue sem alterações, na casa de 97%, com 141 vagas preenchidas de um total de 97%. Já a  rede privada também teve diminuição, de 128 para 126 de leitos de UTI-Covid ocupados. O total à disposição é de 158, portanto a ocupação é de 80%.

Reforço

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta quarta-feira (08) que o hospital de campanha do Ibirapuera, na capital, começará a receber pacientes de região de Campinas . Com isso, a Prefeitura de Campinas espera reduzir a quantidade de pacientes de cidades do entorno nas unidades de saúde campineiras.

    Veja Também

      Mostrar mais