ACidade ON

Taxa de ocupação em UTIs-Covid voltou a cair em Campinas.
Reprodução
Taxa de ocupação em UTIs-Covid voltou a cair em Campinas.


A taxa de ocupação de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) para pacientes graves com Covid-19 caiu novamente nesta segunda-feira (17) e chegou a 74,5%, segundo levantamento da Prefeitura de Campinas. No sábado (15), a taxa estava em 75%. 

Ainda hoje, Campinas chegou a 24,2 mil casos de covid-19 e 885 mortes, além de anunciar a aplicação de multa de R$ 100 para moradores e visitantes que não utilizarem máscaras de proteção contra a covid-19 . A medida será válida a partir de quarta-feira (19).

Leia também: Eleições: Valéria Monteiro é a entrevistada do iG nesta terça-feira (18)

Em relação aos leitos complexos dos hospitais públicos e privados, o município tem nesta segunda 103 leitos vagos exclusivos para covid-19. Eles não devem ser ainda transformados em leitos gerais, segundo o prefeito Jonas Donizette. "O momento ainda não pede isso", disse ele em live oficial.

Distribuição

De um total de 404 leitos disponíveis para casos graves de coronavírus, 301 estão ocupados. A maior ocupação ocorre hoje está no SUS municipal, com taxa de 83,44%. São 151 leitos, dos quais 126 estão ocupados.

Há 25 leitos livres sob gestão da Administração municipal. Nesta segunda, quatro leitos do Hospital Mário Gatti continuam bloqueados para regulação por conta da necessidade de isolamento de pacientes.

Já no SUS Estadual - que abrange o AME (Ambulatório Médico de Especialidades) e o HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp - a taxa é de 80,65%. São 93 leitos, dos quais 75 estão ocupados. Na rede particular, a situação é a seguinte: 160 leitos, dos quais 100 estão ocupados, o que equivale a 62,50%. Há 60 leitos livres.

    Veja Também

      Mostrar mais