Campinas terá toque de recolher da noite de sexta-feira à madrugada de segunda-feira.
Reprodução/Prefeitura de Campinas
Campinas terá toque de recolher da noite de sexta-feira à madrugada de segunda-feira.


A Operação Toque de Recolher volta a acontecer nesta sexta-feira (7) em Campinas. Criada durante a fase de transição para inibir a circulação de pessoas nas ruas após às 20h, ela passou a ocorrer, desde a semana passada, apenas aos finais de semana (da noite de sexta-feira a madrugada de segunda-feira).

Outra mudança na ação, que une a Polícia Militar e a Guarda Municipal, é que as ações de abordagem de pessoas e veículos passaram a ser realizadas das 21h até 5h. 

Ao anunciar a mudança na semana passada a Prefeitura informou que a medida fazia parte das alterações da fase de transição do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena, que teve o horário ampliado de comércios e serviços. 

"É importante lembrar que estamos em uma fase de transição e com regras menos rígidas. Nos dias que sabemos que tem mais chances de aglomeração, como festas por exemplo, ela será mais rígida", disse o secretário de Justiça, Peter Panutto. 

Na atual fase de transição do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena todos os setores da cidade estão funcionando entre 6h e 20h e com a capacidade de 25% de atendimento. No caso de parques públicos, no entanto, o funcionamento é das 6h às 18h.

Você viu?

Vale destacar que apesar das flexibilizações todo o estado segue com o toque de recolher entre 20h e 5h. A intenção é reduzir a circulação de pessoas nesses horários e com isso a transmissão do coronavírus. As forças de segurança abordam as pessoas e pedem que retornem as suas casas.


Amanhã o Estado volta a anunciar uma nova classificação do Plano SP. Atualmente, todo o Estado está na terceira semana da chamada fase de transição - criada entre a fase vermelha e a fase laranja do Plano SP. Ela vale até o próximo domingo (9).

Na última quarta-feira (5), o governador João Doria (PSDB) sinalizou o anúncio de hoje, citando que os indicadores da pandemia estavam positivos no Estado - veja os dados da região aqui.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários