Abril teve alta em número de tentativas de homicídio e roubos.
Divlugação
Abril teve alta em número de tentativas de homicídio e roubos.


Campinas terminou o mês de abril com o maior número de tentativas de homicídios e roubos no ano . Os dados atualizados foram divulgados ontem (25) pela SSP (Secretaria de Segurança Pública).

Só no último mês, foram registradas nove ocorrências de tentativa de homicídio. Em março foram seis ocorrências, contra sete em fevereiro e oito em janeiro. O número também mostra um crescimento comparado com o mesmo período do ano passado. Ao todo, os quatro primeiros meses de 2020 somaram 22 tentativas de homicídio, contra 30 registros neste ano .

Já o número de roubos é mais significativo. Ao todo, foram 435 registros no último mês, superando janeiro, quando foram registradas 429 ocorrências. Até agora, a cidade conta com 1.678 roubos nos quatro primeiros meses do ano.

Na comparação entre os meses do ano, o aumento é de 27,5%, sendo que abril do ano passado foram contabilizadas 341 ocorrências de roubos.

Você viu?

O crescimento dos registros de roubos gerais também veio junto com o aumento no número de roubos a veículos.

Foram 167 registros no último mês, superando janeiro, onde foram registradas 158. Ao todo, neste ano foram 606 ocorrências já registradas nas delegacias da cidade.

OS POSITIVOS

Por outo lado, os números de abril mostram que Campinas fechou o quarto mês sem vítimas de latrocínio e sem ocorrências de roubos a bancos. Se comparado com o último ano, foram seis ocorrências de latrocínio até abril, contra zero neste ano.


O número da cidade segue a mesma tendência da região. A região de Campinas terminou o mês de abril com redução nos casos e vítimas de homicídios dolosos e latrocínios. Também houve queda nos roubos de cargas. Os indicadores de roubos a bancos e extorsões mediante sequestro permaneceram zerados.

No mês passado foram registrados seis casos e duas vítimas a menos de mortes intencionais, se comparado a abril de 2020. O primeiro indicador passou de 21 para 15 e o segundo de 21 para 19. A quantidade de boletins é a segunda menor da série histórica, iniciada em 2001.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários