Dependências internas do Abrigo Zilda Arns Neumann. (Foto ilustrativa)
Luiz Granzotto/Prefeitura de Campinas
Dependências internas do Abrigo Zilda Arns Neumann. (Foto ilustrativa)

Na madrugada mais fria dos últimos 21 anos, com temperaturas que atingiram 3,5°C e sensação térmica quase negativa em Campinas, sobraram vagas nos abrigos municipais que acolhem moradores em situação de rua . Apesar do frio intenso, apenas 149 das 290 vagas dos abrigos foram ocupadas, com muitas pessoas preferindo dormir na rua. 

De acordo com o Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura) da Unicamp, a temperatura de 3,5°C foi registrada às 4h50. Por volta das 7h da manhã, a sensação térmica era de zero grau frio intenso até mesmo para quem está agasalhado e protegido dentro de casa. A temperatura é  a menor desde o ano 2000.

Segundo a secretaria de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, no Samim (Serviço de Atendimento ao Migrante, Itinerante e Mendicante) foram atendidas 83 pessoas, sendo 15 vindas pode meio da Operação Inverno - que faz abordagem aos moradores no período noturno nas ruas da cidade. A capacidade do albergue é para 120 pessoas. 

Na Casa da Cidadania, que está funcionando como abrigo emergencial, das 100 vagas, apenas 22 foram preenchidas na noite passada. No abrigo emergencial "Casa Santa Dulce dos Pobres" das 40 vagas, 37 foram preenchidas. Já no abrigo Zilda Arns, atualmente usado para pessoas com sintomas gripais, das 30 vagas apenas sete foram preenchidas.

O último levantamento do número de moradores em situação de rua, divulgado pela Prefeitura no ano passado, apontava para o número de 822 moradores em situação de rua na cidade. 

OPERAÇÃO

Desde 1º de maio a Prefeitura de Campinas iniciou a Operação Inverno, que segue até o fim de setembro, com abordagem as pessoas em situação de rua. Segundo a Administração, o objetivo é acolher essas pessoas, se elas aceitarem, e encaminhar aos serviços da rede de proteção, de assistência social (albergue) e de Saúde do município. 

Segundo o balanço da Prefeitura, os atendimentos mensais das equipes do SOS RUA aumentaram em 50%. Passaram de 600 para 900, desde o início da Operação Inverno neste ano. 

Você viu?

No Samim, a média de pessoas atendidas por noite passou de 62 em abril, para 78 em maio, 74 em junho e 75 neste mês. Durante a operação, as equipes entregam cobertores aos que recusam acolhimento no albergue. Desde o início da Operação Inverno até o momento, já foram distribuídos 7.613 cobertores. 

Nesta semana, por causa da frente fria intensa, desde terça-feira (27) a secretaria de Assistência Social iniciou uma série de ações para acolher moradores em situação de rua. 

Entre as medidas estão a ampliação da abordagem de rua, com equipes e veículo a mais, a ampliação do atendimento telefônico do SOS Rua (19 99984-6496) das 18h à meia-noite (antes era das 18h às 21h), o abrigamento emergencial na Casa da Cidadania, com 100 novas vagas extras e oferta de café da manhã, a entrega de cobertores na Casa da Cidadania e no Refeitório da Cidadania, a ampliação da Campanha do Agasalho e ampliação do atendimento espontâneo no albergue municipal até meia-noite (antes era até 20h). 

FRIO INTENSO 

Nesta semana, o Departamento de Defesa Civil do município alertou a população sobre a queda brusca de temperatura prevista para a semana, indicando necessidade de atenção especial aos vulneráveis. 


A orientação do órgão é que em caso de vento forte e gelado, a pessoa procure abrigo. Também é sugerido, em momentos de frio intenso, fazer pequenos movimentos com os dedos, braços e pernas. 

Entre as recomendações de cuidados, estão ainda a ingestão de líquidos para evitar a desidratação, manter a pele hidratada, principalmente mãos, pés, rosto e lábios, e usar várias camadas de roupas. 

Outras orientações são proteger as extremidades do corpo usando luvas, gorros, meias e cachecóis; fazer refeições mais frequentes; tomar sopas e chás quentes. Também evitar fogueiras, que poluem o ar e podem causar acidentes.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários