DDM busca suspeito de matar ex-mulher na frente da filha.
Reproução
DDM busca suspeito de matar ex-mulher na frente da filha.

A Polícia Civil de Campinas começou a investigar o feminícidio que aconteceu no Jardim Chapadão, em Campinas, na madrugada de ontem (1º). A vítima, Cibele Ramires Almeida, morreu após ser atingida com duas facadas , uma no abdômen e outra no coração. Ela teria sido atingida pelo ex-companheiro, na frente da filha do casal, uma menina de 3 anos. O homem que não teve a identidade revelada está foragido. 

Esse é o quinto caso de feminicídio neste ano na cidade. Campinas registrou dois casos de violência contra a mulher em um período de apenas 48 horas (confira mais abaixo o mapeamento).

De acordo com informações da equipe de investigação, o casal estava separado há dois anos, mas voltou a morar junto neste ano durante quatro meses, entre março e junho. A tentativa não deu certo e, de novo, a mulher colocou um ponto final no relacionamento. 

O homem, sem se conformar com o fim, teria invadido o prédio onde a mulher e a filha moravam armado cometeria invadido o local onde a mulher e a filha moravam armado com uma faca. O crime aconteceu durante a madrugada de ontem. (confira mais detalhes abaixo).

A delegada titular da 1ª DDM (Delegacia da Mulher) de Campinas, Ana Carolina Bacchi, disse que a investigação do caso está em andamento. 

"Não posso dar muitos detalhes porque caso de violência doméstica também é caso de segredo de Justiça. Mas ela tinha uma medida protetiva em andamento, mas ela não quis representar contra o autor pelo boletim de ocorrência que ela fez em junho desse ano, por crime de ameaça", contou. 

Anteriormente, o homem já havia sido preso por descumprimento de uma medida protetiva de outro relacionamento. Ele também já havia entrado outras vezes no prédio, aproveitando-se do momento de saída de outros moradores. 

Além da filha de 3 anos com o homem, a vítima tem uma filha de 15 anos de outro relacionamento. 

CÂMERA DE SEGURANÇA 

Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública) de São Paulo, "não foi possível gravar as imagens das câmeras de segurança do condomínio, uma vez que o funcionário responsável só consegue gravá-las na segunda-feira, porém se comprometeu a apresentá-las com urgência na 1ª DDM Campinas." 

Você viu?

MAPEAMENTO FEMINICÍDIOS EM CAMPINAS 

Esse é o quinto caso de feminicídio registrado em Campinas em 2021. Além do caso que aconteceu ontem (1º), outros quatro casos foram registrados na cidade. Os crimes aconteceram entre os meses de maio e julho. 

No último dia 29 de julho , um homem de 23 anos, foi preso em flagrante após matar asfixiada a companheira, de 28 anos. Segundo o boletim de ocorrência, o casal teria discutido e em seguida a mulher foi asfixiada. O homem fugiu, mas depois acabou se entregando na delegacia. 

Em junho , uma idosa de 60 anos foi morta com facada nas costas no Jardim Lisa. O acusado também era companheiro da vítima.  

Em maio , um homem matou a ex-mulher de 32 anos e cometeu suicídio em seguida no Jardim do Lago. No mesmo mês , uma mulher de 46 anos foi morta após o ex-marido atear fogo no carro em que estava. 

ENTENDA O CASO 

Uma mulher de 45 anos morreu após ser esfaqueada em um apartamento na madrugada deste domingo (1º) no bairro Jardim Chapadão, em Campinas. A suspeita é que o ex-companheiro, de 38 anos, invadiu o prédio onde a vítima mora, pulando o muro, para cometer o crime. O homem está foragido. 

Ainda de acordo com a investigação, a faca que teria sido usada no crime foi apreendida e o caso ocorreu em um apartamento na Rua Reinaldo Laubeinstein por volta de 4h. 


O homem teria chegado no prédio onde a vítima morava antes, às 1h. A polícia disse que ele forçou o portão, mas não conseguiu entrar. No entanto, o homem teria invadido o prédio pulando o muro e foi até o apartamento. Um vizinho ouviu um barulho neste momento.

Por volta de 4h, os vizinhos escutaram o pedido de socorro da vítima. Por conta disso, eles foram até o apartamento, mas o homem já havia saído. Os moradores acionaram o Resgate, do Corpo de Bombeiros, mas ela faleceu no local.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários